quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Qualidade e produtividade para quem?

Na tribuna: 04/02/2016

Hoje na tribuna voltamos a falar sobre os esforços para normalizar a cidade após o temporal e trouxemos uma reflexão sobre a atuação (ou não) das empresas integrantes do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP). Hoje, todas as empresas "top" do Rio Grande do Sul participam, ganham prêmios, promovem ações dentro das empresas, mas seria isso só da porta para dentro? 

Quando a sociedade precisou,não se viu o programa funcionar. Não se viu empresas a serviço da sociedade, oferecendo seus caminhões, suas máquinas, estrutura, pátios. O que se vê é um programa muito útil para que as empresas tenham o conhecimento sobre o funcionamento da máquina pública do Estado, para depois se beneficiarem vendendo serviços e programas mirabolantes, mas na hora que o povo precisa, o programa não aparece, ele se dilui. 

Quem arregaçou as mangas foi a prefeitura, o exército, a população, pegando no pesado para limpar as ruas. As empresas não, porque, aparentemente, o programa é  pra inglês ver, pra dar medalha, dar diploma e não para fazer, de fato, o que a população do Rio Grande, a população de Porto Alegre, precisa.

Agora, muitos tentam encontrar culpados. Não faço parte do governo municipal, mas justiça seja feita: a prefeitura agiu rápido, de forma correta. Faltam equipamentos, faltam obras, faltam recursos que quem tem que dar é quem detém 62% dos recursos nesse país, que é a União. Se alguém deixou de fazer algo neste episódio, foi o governo federal, que não fez NADA. 

Quem fez alguma coisa a respeito foi a Administração de Porto Alegre, junto com a população e com a CEEE, restabelecendo primeiramente a energia e,logo após, a água, como orienta o padrão. Não adianta tentar arrumar culpados em nestas situações, mas se a discussão caminha por este lado, quem tem culpa é quem o Instituto Nacional de Meteorologia, que não alertou corretamente para a ocorrência climática se abateria sobre Porto Alegre.



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Tempestade, corrupção e o trabalhador pagando a conta

Na tribuna: 03/02/2016

Na primeira sessão do ano, refletimos na tribuna da Câmara Municipal sobre as primeiras pedras no caminho neste 2016. 

Vimos Porto Alegre ser devastada pelo violento temporal da última sexta-feira e, praticamente, retornar à normalidade poucos dias depois, apesar dos estragos e prejuízos, graças à eficiência e operância dos gestores e de todos os órgãos que atuaram incessantemente para restabelecer o abastecimento de energia e água em toda a cidade. 

No Brasil, também não deixa de ser um cenário de devastação o aumento da taxa de desemprego no país, as tentativas de se aumentar novamente os impostos, de se estabelecer novos tributos, como a CPMF, que taxam o povo enquanto os grandes sonegam, como vimos na operação Zelotes, que promete novos desdobramentos neste ano. 

Enquanto tantos municípios, como Porto Alegre frente a um desastre natural, se vêem carentes de recursos para se reerguer, os grandes grupos deste país, dentre eles empresas gaúchas, como Gerdau e RBS, podem ter privado o poder público de mais de R$ 19 bilhões, conforme estima a operação da Polícia Federal. Aí o governo federal resolve que elevar os impostos é solução,num país onde, segundo o conselheiro de Recursos Fiscais da Receita, Paulo Roberto Cortez, quem não faz "negociata" leva a pior e que "só os coitadinhos pagam impostos". 

Esperamos que, assim como Porto Alegre se reergue, possamos ver uma política econômica e tributária eficiente e justa no Brasil, sem "coitadinhos" pagando dobrado pelo que os "espertalhões" sonegam e que os políticos que promovem a corrupção façam companhia aos empresários atrás das grades.


quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Dia do Farmacêutico e de São Sebastião

Hoje é dia de homenagear os profissionais que transformam substâncias em possibilidades de cura, que reconhecem potencialidades, mas também trabalham para prevenir os riscos. Parabéns, farmacêuticos!


Hoje é dia de um santo muito popular no Brasil, cuja devoção chegou até nós junto com os portugueses. Discípulo do amor e da caridade, Sebastião, em vida, era um soldado que teria se alistado no exército romano com a única intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. Pela conduta branda, foi julgado traidor e sentenciado a execução. Aqui no Rio Grande do Sul, o santo é o padroeiro de Bagé, São Sebastião do Caí e Venâncio Aires.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Dia do Fotógrafo

Hoje é dia de parabenizar os profissionais capazes de eternizar o próprio olhar, seja ao retratar pessoas, paisagens, cenas ou fatos do cotidiano. Parabéns a todos os fotógrafos pelo seu dia!

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Dia da Confraternização Universal

É ano novo! Neste 1º de janeiro, dia mundial da Paz e da confraternização universal, só temos a renovar nossos votos de um ano bom, cheio de prosperidade, conquistas coletivas e vitórias compartilhadas.Que tenhamos todos um excelente 2016!

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz 2016!

Meus amigos(as), depois de um ano de muitas lutas, chegamos ao final de 2015. 

Ano Novo é o momento de esperança, paz, foco, planejamento, união, reflexão, harmonia! 

Momento de renovar as esperanças e nossas forças e fé, combater o ódio, as desigualdades, a incompreensão e as mentiras. 

Por isso, desejo a todos um feliz e abençoado 2016, cheio de esperança, saúde e harmonia!


quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Nota sobre o fechamento de lojas da rede Walmart

Depois de um ano difícil para os trabalhadores, no apagar das luzes de 2015, mais uma negativa surpresa: o fechamento inesperado de supermercados da Rede Walmart no Rio Grande do Sul. Ainda é um mistério quantas unidades encerram suas atividades. A atitude não poderia ser diferente vinda de uma empresa que desde sua implantação no Brasil, trata seus empregados e consumidores com descompromisso.

Os comunicados informais apontam para o fechamento de pelo menos dez lojas no Estado. Em Porto Alegre já está confirmado o encerramento das atividades de cinco supermercados Nacional, nos bairros Rio Branco (duas unidades), Cristo Redentor, Higienópolis e Bom Fim.

No Brasil, a intenção seria se desfazer de ao menos 30, entre o Sul e o Nordeste. Em 2005, quando a rede comprou 140 lojas da portuguesa Sonae no Brasil por 635 milhões de euros, o então presidente da Walmart no Brasil, Vicente Trius, festejou. Agora, a avaliação de consultores é de que o grupo se decepcionou com dificuldades que consideram "intransponíveis" no país, que representa apenas 3% dos negócios globais da Walmart.

É estranho o fato de que no Estado a motivação da Rede tenha como desculpa a crise. Conforme dados da Associação Gaúcha de Supermercados, a Rede Walmart lidera o ranking do setor. O fato é que a empresa tem um déficit de gestão aliado a uma política que só visa o lucro, não se interessa e nem valoriza o seu quadro funcional, pelo contrário, o interesse é em pagar o mínimo e explorar o máximo dos empregados.

Essa é a mazela de multinacionais que se instalam no país sugando o máximo da mão-de-obra e depois abandonam o barco, deixando os trabalhadores a ver navios. Nossas negociações com a Rede, por meio do Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre (Sindec-POA) e da Federação dos Comerciários da Força Sindical-RS (Fetracos-RS), sempre foram dificultosas, diferentemente de nossos contatos com micro e pequenas empresas que estão mais próximas da nossa base de atuação, com a qual podemos conversar “cara a cara” quando os direitos dos trabalhadores são postos em risco.

Para se ter uma ideia do quão nebulosa é a questão, a Rede Walmart está sendo alvo de uma investigação por parte das autoridades americanas, por envolvimento em corrupção no Brasil. O caso foi recentemente divulgado pela Folha de São Paulo. Os investigadores federais do FBI se concentram, particularmente, em US$ 500 mil pagos a uma pessoa supostamente contratada pela Walmart para servir de intermediária junto ao governo brasileiro na facilitação de licenças para a construção de lojas.

A Rede também foi alvo de ação movida pelo Ministério Público do Trabalho, quando agiu de má fé ao dispensar centenas de trabalhadores de suas lojas, sem ao menos ter buscado um entendimento com qualquer entidade sindical.

É lamentável e inadmissível o fato de que nesse vai e vem, quem sempre sai prejudicado na história são os trabalhadores. O Governo deveria concentrar esforços e investimentos em empresas nacionais que tem interesse de crescimento e valorização do seu quadro funcional, em empresas que são cientes de que o trabalhador é fundamental para o desenvolvimento da economia.

Como Secretário-geral do Sindec-POA e Presidente licenciado da Fetracos-RS, reforço que as entidades estão acompanhando o caso e estão inteiramente à disposição dos trabalhadores em um momento em que as prospecções econômicas para o próximo ano não são nada positivas. Trabalhador procure o seu sindicato, pois unidos vocês não estarão desamparados!

(Foto: Agência RBS)

Dia da Sagrada Família

Nestes últimos momentos de 2015 só temos a agradecer por todas as bênçãos obtidas neste ano e renovar o pedido de força, proteção e união. Que a Sagrada Família siga olhando por nossos caminhos.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

O Natal da ladainha

A Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul enfrenta uma das maiores enchentes da história. Centenas de famílias ficaram ilhadas, perderam tudo o que construíram com muito suor e trabalho e, muitas tiveram que deixar tudo para trás e abandonar suas casas. E como se não bastasse esse sofrimento, essas pessoas ainda tem que aguentar a mesma ladainha do “desgoverno” Dilma. 

No final de semana a Presidente sobrevoou as regiões alagadas, a exemplo do que fez em outras enchentes que já atingiram a região em anos anteriores, dando esperança em um momento em que essas pessoas precisam realmente de ações concretas. 

O Governo Federal retém 62% dos recursos arrecadados em impostos e joga a responsabilidade para as Prefeituras, quando na verdade é ele quem deveria investir em projetos sustentáveis, prevenindo o problema ao invés de tentar remendar depois da tragédia. 

De que adianta se vangloriar de feitos como o “Minha Casa Minha Vida”, se em cidades como Alegrete e Quaraí, por exemplo, as habitações foram construídas em áreas ribeirinhas e agora muitas dessas famílias veem, literalmente, o seu sonho indo por água abaixo. O que a Presidente vai fazer com estas cidades que estão praticamente em baixo d’água?
A brilhante saída que o Governo viu, foi liberar o FGTS dos trabalhadores para que eles mesmos arquem com um prejuízo em que a culpa passa longe de ser deles. Mais uma vez a Presidente faz cortesia com o chapéu dos outros, pois o dinheiro do fundo é a única garantia que o trabalhador terá quando o perverso índice do desemprego deste Governo, que só se faz aumentar e poderá chegar a 14 milhões de desempregados em 2016, bater à sua porta. Ou seja, a Presidente deu uma de Pôncio Pilatos, e lavou suas mãos, mostrando total desinteresse aos problemas da população. 

O ano não poderia ter um desfecho diferente se ao longo do seu Governo o que ela fez foi mexer nos direitos dos trabalhadores, com as MPs 664 e 665; vetar reajuste dos aposentados, aumentar a conta de luz, a inflação, os impostos, vetar o reajuste da tabela do imposto de renda, enfim, um pacote de maldades que ela embrulhou e deu de presente de Natal para os trabalhadores. 

O que esperar de um Governo que mentiu, mente e vai continuar mentindo? Um Governo que diz não ter dinheiro para atender as necessidades das pessoas e que foge da responsabilidade? 

O povo, os trabalhadores, os pais e mães de família não merecem esse descaso. Se a Presidente Dilma não deixar o Governo, infelizmente não precisamos nem ter uma bola de cristal para prever como será o 2016 dos brasileiros.

Dia do Salva-Vidas

Hoje é dia de homenagear heróis! Pessoas que têm a missão de zelar pela nossa segurança e que, muitas vezes, arriscam a própria vida para salvar a de outras pessoas. A todos que salvam vidas o ano inteiro, ou em operações fundamentais, como a Operação Golfinho, a nossa homenagem e o nosso parabéns.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Feliz Natal!

Chegou o Natal! Tempo de renovar os bons sentimentos, de cercar-se de amor e de paz. Que tenhamos todos uma noite iluminada ao lado das pessoas que amamos e que o espírito que envolve essa data carregada de significado possa tocar o coração de todos, fortalecendo o que há de bom em nós e preparando para o ano que se inicia em breve.

Feliz Natal!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Natal sem Papai Noel

O trabalhador brasileiro não tem presente de Natal e, muito menos, motivos para acreditar em Papai Noel. Nos últimos dias do ano, novos golpes.

O salário mínimo, aprovado pelo Congresso em R$ 871, até agora não teve o valor confirmado pela presidente Dilma, além de manter previsão de não apresentar ganho real pelos próximos três anos.

Nesta mesma época, no ano passado, a presidente editou as Medidas Provisórias 664 e 665, que deram sinal verde para que o Congresso apresentasse proposta de projeto de "negociado sobre o legislado", que volta a assombrar neste Natal. Na prática, isto permite que os direitos previstos na CLT e em leis específicas sejam desrespeitados pelos empregadores, até mesmo em relação aos protegidos pelas convenções ou acordos coletivos.

No apagar das luzes do Congresso, se manteve o veto à desaposentação, que permitiria o recálculo da aposentadoria após a pessoa ter continuado a trabalhar depois de se aposentar. Mas esta é apenas uma das notícias ruins para o trabalhador em processo de aposentadoria.

Outras são o veto ao fim do Fator Previdenciário, ao reajuste das aposentadorias e a proposta hedionda da nova equipe econômica, que estipula 65 anos como idade mínima para o descanso, de homens e mulheres. Atualmente, numa fórmula que já prejudica a aposentadoria de muitos trabalhadores, os homens podem se aposentar com 35 anos de contribuição e as mulheres com 30 anos. Em média, a idade de aposentadoria fica em torno dos 53 anos, o que significa que muita gente terá que trabalhar ainda mais 12 anos para ter DIREITO ao que merece.

Enfim, amigos. Às vésperas do Natal, o ano termina trazendo, em vez de Papai Noel, o retorno da bruxa malvada. É dose!




terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Reunião com o senador Paulo Paim

Nesta manhã fomos recebidos pelo senador Paulo Paim, a quem levamos o convite do Solidariedade, para que venha a ser um dos timoneiros na nossa luta pelos trabalhadores e movimentos sociais. Tivemos ótima conversa a respeito da atual conjuntura política e das perspectivas para a pauta dos trabalhadores a partir do Pacote de Maldades aprovado pelo governo neste ano.

Bem-vindo, verão!

Seja bem-vinda estação mais quente do ano! O Verão 2015 começa às 01h48 (horário de verão em Brasília) do dia 22 de dezembro de 2015. Esse dia é chamado de Solstício de Verão. O verão 2015 terminará no dia 20 de março de 2016.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Dia do Atleta

Hoje é Dia do Atleta! A data celebra o esforço das pessoas que se dedicam ao esporte, seja por hobbie ou para manter uma boa qualidade de vida. Um atleta pode ser também àquele que pratica o atletismo, um grupo de modalidades que pertencem aos Jogos Olímpicos.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Dia do Museólogo

Hoje comemoramos o Dia do Museólogo no Brasil. Profissão que foi regulamentada em 1984, cujos profissionais estudam os museus, a partir das relações entre o ser humano, a cultura e a natureza. O Museólogo é essencial para a proteção, documentação, conservação, pesquisa e difusão do patrimônio museológico. Meus Parabéns!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

STF afirma: impeachment não é golpe

Na tribuna - 17/12/2015

Hoje na tribuna fizemos algumas reflexões sobre o crescimento que tem acontecido no último governo. Yousseff cresceu, era um "operadorzinho" no governo FHC, para se tornar o grande operador do PT, envolvido no escândalo da Petrobras. Outros cresceram. O que mais chama a atenção foi o crescimento do Cerveró, que era um gerente e virou "o cara" da Petrobras.

O governo se gaba de que foram realizadas, neste período, 2.195 apreensões. Olha o número de ladrões que tem nesse governo!

Um deles, o líder do Senado, Delcídio do Amaral, foi renegado. No caso dos Correios, quantos foram presos? Furnas? Máfia do Sangue?

Pois bem, o governo jogou todas as fichas no Supremo Tribunal Federal e ontem, no relatório, eles reafirmaram que impeachment não é golpe. Que Eduardo Cunha, apesar de todos os processos que tem, fez certo de ter acolhido processo de impeachment.

Dilma precisa responder, precisa ser responsabilizada pelas pedaladas, assim qualquer gestor seria ao empreender tais manobras.

A população quer "fora Dilma", assim como já foi pra rua pedir "fora Itamar", "fora Collor". A presidente vai ser julgada, nas ruas e em Brasília. Que o Congresso decida o melhor para o povo, porque o povo está na rua, exigindo a saída da presidente.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Judiciário "lava as mãos", ignora trabalho da Câmara e manda famílias para a rua

Na tribuna - 16/12/2015

Há muito tempo venho falando na tribuna sobre algo que o Legislativo precisa estar atento e exigir uma providência: a ingerência de outro poder, que anula os esforços realizados pela Câmara Municipal e nos atribui, simplesmente, a responsabilidade para resolver do zero a questão. De forma irresponsável, o Judiciário faz como Pôncio Pilatos e lava suas mãos, executando uma série de desocupações sem nexo, sem nenhuma sensibilidade ou aprofundamento da questão.

Na Cuthab, várias questões referentes a estas ocupações urbanas já estavam sendo discutidas há anos pela comissão. Aí o Poder Judiciário resolve, no final do ano, sem ouvir as partes, sair em defesa de um grileiro (que tomou para si uma área de uma pessoa que faleceu - fato que averiguamos na comissão). O Judiciário ignorou todo o trabalho realizado, desconhecendo os fatos e resolvendo desalojar as famílias, criando um clima de total instabilidade e transferindo novamente para a Câmara esta responsabilidade.

Não é a primeira interferência que sofremos. Na questão do transporte, houve uma ingerência de um outro poder nesta Casa; na questão do funcionalismo, votamos sobre o efeito cascata numa construção, com direito a Grupo de Trabalho entre vereadores e representantes, acompanhando a greve dos servidores e, depois construindo em conjunto um projeto, feito a centenas de mãos, aprovado com unanimidade e, depois, derrubado por um ator que não quis participar da mesa, suspendendo o efeito da lei. Mais recentemente, construímos lei dos auditores fiscais, onde, com galerias lotadas, fomos vaiados, aplaudidos, votamos, aprovamos e vimos o mesmo final.

Enquanto isso, o Judiciário, do alto dos seus supersalários e auxílios-moradia milionários, passa o atestado de que está pouco se lixando para o povo. Avaliza o uso da força bruta para desapropriar famílias, a uma semana do Natal, sem que haja qualquer luz no fim do túnel. Chega de interferência irresponsável!


terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Dia do Arquiteto e Dia do Jardineiro

Hoje comemoramos o dia do Arquiteto - o profissional responsável por pensar e projetar o plano e design de uma construção. Com criatividade, conhecimentos e sensibilidade, o arquiteto consegue construir verdadeiras obras de arte. Parabéns a todos os profissionais pela data!



Hoje também é dia do Jardineiro! Um jardim bem cuidado atrai animais e colabora para a proteção do meio ambiente. Ao cultivar árvores e plantas, é possível contribuir para a melhora dos problemas ambientais enfrentados pelo planeta. Parabéns aos Jardineiros!


segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Governo trai os trabalhadores e difama a oposição

Na tribuna - 14/12/2015

Hoje na tribuna, manifestei-me em nome do meu partido, o Solidariedade, principalmente em nome do presidente nacional do Solidariedade, que vem suportando as denúncias vazias da imprensa golpista, sustentada muitas vezes pelo governo, que estabelece um regime de difamação da oposição.

Esta tem sido a sua política de governo: trair os trabalhadores e difamar sua oposição. Agora, nos pintam até como símbolo de máfia, de quadrilha em atuação na política brasileira.  Nos acusam de termos recebido dinheiro para acabar com greves. Mas nós viemos para a política para representar os direitos dos trabalhadores e só acabamos com greves quando direitos são garantidos e reivindicações alcançadas, ao contrário do que tem feito o governo federal.

Este sim, é um governo que acaba com direitos dos trabalhadores pensionistas, que veta reajuste dos aposentados, que dá cada vez mais dinheiro para os banqueiros, que fica cada vez mais exposto pela sua podridão de corrupção. Um governo que está sempre nas manchetes, com intimações que rendem novos e contínuos episódios de escândalos.

Muitos estão pregando que o ex-presidente Lula tem que voltar. Acho que tem que, para empresar trabalhadores de bingo, explicar os milhões do BNDES, onde está o dinheiro do fundo de pensão, acho que tem que voltar pra explicar muita coisa para o povo brasileiro. Impeachment não é golpe. É um rito previsto no sistema democrático e que pode acontecer também nas casas legislativas.

Quem mente, não está apto a manter-se no exercício do cargo. A presidente Dilma mentiu, quando disse que não mexeria nos direitos dos trabalhadores, que não subiriam impostos e tarifas. Hoje temos contas altíssimas, 9 milhões de trabalhadores desempregados, déficit na previdência. Mentiu, tem que sair. E não adianta ficar acusando os opositores e o voto dos opositores, porque nós sabemos o nosso lado. O nosso lado é o dos trabalhadores, da geração de emprego e renda, do desenvolvimento do país.


domingo, 13 de dezembro de 2015

Dia do Pedreiro e do Marinheiro!

Hoje é dia de homenagear àqueles que, literalmente, colocam a mão na massa para transformar projetos em realidade e que constroem, com as próprias mãos, as moradias, edificações e as tantas estruturas que utilizamos todos os dias. Parabéns aos pedreiros pelo seu dia.



Seja nos mares ou em terra, eles se dedicam a nos proteger e recebem hoje a nossa homenagem. Parabéns aos marinheiros pelo seu dia!

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Dia do Engenheiro

Hoje é Dia do Engenheiro! Parabéns a todos(as) profissionais responsáveis em desenhar, projetar e concretizar construções. O engenheiro é um dos principais responsáveis pela segurança da construção.

A data surgiu a partir do Decreto de Lei nº 23.569, de 11 de Dezembro de 1933, que regulamenta e oficializa as profissões de Engenheiro, Arquiteto e Agrimensor no Brasil.


quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Dia Universal dos Direitos Humanos

Hoje é Dia Internacional dos Direitos Humanos. A data visa homenagear o empenho e dedicação de todos os cidadãos defensores dos direitos humanos e colocar um ponto final a todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos os cidadãos.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Dia do Fonoaudiólogo

Hoje celebramos o Dia do Fonoaudiólogo. A data celebra os profissionais responsáveis pelo cuidado, estudo e prevenção de todas as doenças e distúrbios da linguagem humana, através da audição, fala e escrita. São eles que também ajudam a treinar e aperfeiçoar dicção e técnicas vocais, sendo muito procurados por profissionais da área da comunicação, artistas, locutores, etc.

O dia é celebrado em 9 de dezembro, que remete à data em que foi decretada a Lei nº 6.965/1981, que regulamenta a profissão dentro da área da Fonoaudiologia no Brasil. Parabéns a todos os fonoaudiólogos pelo seu dia!


terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Dia da Família!

Neste dia 8 de dezembro, celebramos o Dia da Família. A data homenageia o significado e a importância da "instituição" familiar na nossa vida, como alicerce básico da nossa interação social neste mundo e de como o interpretamos, através da educação, valores e pilares éticos que nos são transmitidos, de forma primária e fundamental, por ela. 


Se definir a importância da família nas nossas vidas já é complexo, conceituá-la ou tentar estabelecer sua composição, é impossível. Família não se restringe a laços de sangue, mas sim de amor. Família é quem ama e protege, quem coloca o vínculo entre os seus acima de tudo e que faz com que, longe ou perto, nunca venhamos a nos sentir sozinhos.

Que todos possam ter a bênção de celebrar a família todo dia!



E que a padroeira do dia, Nossa Senhora da Conceição, Rainha de todos os Santos, abençoe a todos nós.


segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Rei Momo para quebrar paradigmas

Na próxima sexta-feira, dia 11 de dezembro, a Liga Independente das Escolas de Samba de Porto Alegre (LIESPA) convida para acompanhar a votação que elegerá o novo Rei Momo do Carnaval de Porto Alegre. O soberano porta consigo a chave da cidade, a qual governa, simbolicamente, durante o carnaval e é um dos expoentes da festa, ao lado da rainha e princesas que completam a corte.

Vale frisar que o Carnaval não é somente a festa popular mais tradicional e alegre do Brasil. É também um patrimônio cultural do nosso povo, que demonstra, ano após ano, pelo trabalho incansável dos carnavalescos, seu poder como instrumento de preservação da nossa história, dos vultos mais significativos dos mais diversos segmentos, de inclusão social e de registro da nossa evolução, seja pela abordagem dos temas que coloca em evidência anualmente, seja pela quebra de paradigmas, dentro do próprio mundo do samba.

E é justamente com a intenção de quebrar paradigmas, que Osvaldo de Oliveira, meu amigo, solidário, encara este desafio. Candidato pela escola Império da Zona Norte, conhecedor de Porto Alegre, de sua história e de sua gente como ninguém, Osvaldo carrega consigo a alegria e o brilho do carnaval, além de todas as competências para ser um representante à altura do nosso carnaval.



Estamos contigo, Osvaldo! A todos que puderem comparecer e apoiar o Osvaldo nesta empreitada, a escolha acontecerá na sede da LIESPA, situada no Complexo Cultural do Porto Seco, na sexta-feira, às 19h30min.


quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Impeachment no horizonte

Na tribuna - 03/12/2015

Relatei na tribuna que participei ontem, em Brasília, de um grande fato histórico. Não interessa de quem partiu, que sabemos não ser a pessoa mais idônea, mas meu partido estava lá, exigindo que quem cometeu estelionato eleitoral, atacou direitos garantidos dos trabalhadores, mentiu, pedalou nas finanças, sacrificou a Petrobras e que, mais recentemente, teve seu líder do governo saindo algemado do Senado, seja devidamente responsabilizado. 

O acolhimento do processo não significa a concretização de impeachment, mas abre a possibilidade de que uma comissão analise todos estes "feitos" e que venha a responsabilizar e decidir se custa ou não o mandato da presidente Dilma. É hora de responder e de pagar.



Justiça confirma que Uber é ilegal

A Justiça confirmou, na noite de ontem, que a operação do Uber, sem regulamentação, é clandestina. A decisão veio da 11ª Vara da Fazenda Pública, que rejeitou a Ação Civil Pública ajuizada pela Defensoria Pública do Estado, que tinha como objetivo suspender temporariamente a aplicação de multas aos condutores.

Além disso, o magistrado "considerou que os parceiros do Uber não são uma coletividade de contribuintes, pois a natureza do próprio serviço caracteriza-se exatamente pela absoluta ausência de qualquer relação jurídica com as autoridades de trânsito locais" e "alertou que, no caso de transportes de passageiros, seriam alvos potenciais de futuras reclamações dos próprios consumidores. O juiz ainda questionou a quem os usuários recorreriam para reclamar seus direitos, quando se sentissem prejudicados por serviço s como o Uber".

Matéria na Zero Hora, desta quinta-feira:


http://zh.clicrbs.com.br/rs/porto-alegre/noticia/2015/12/liminar-que-beneficiaria-uber-e-negada-pela-justica-4921247.html


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Crime em Porto Alegre: ação sem reação

Porto Alegre está refém do crime organizado e já passou da hora de Segurança Pública significar mais que meia dúzia de orientações ao cidadão, que tem se submetido a uma restrição cada vez maior da própria liberdade. Enquanto isso, o crime tenta demonstrar uma supremacia forjada através do medo, da impunidade, da sensação de desesperança do cidadão e do constrangedor engessamento do Estado.

No dia 18 de novembro aprovamos na Câmara Municipal a moção em apoio ao prefeito José Fortunati pelo pedido de reforços da Força Nacional de Segurança no combate ao crime em Porto Alegre. O apelo, feito em setembro, não foi reação exagerada a um evento pontual.

Naqueles dias, bairros estavam em estado de sítio, como resposta pelo assassinato de um jovem no Morro da TV. A represália veio com fogo em ônibus e lotações, toque de recolher e suspensão da circulação de linhas. O clima de terror se alastrou, com a recorrência de outras ações criminosas pela cidade, como arrastões e assaltos à mão armada.

Meses antes, o crime afrontou o último  símbolo de paz e refúgio da vida, quando vimos a UPA da Cruzeiro ser invadida a tiros. Foi palco de carnificina e completo terror entre os funcionários - que, assim como a população, confrontam uma realidade de sair para o trabalho sem saber o que lhes espera, além do esgotamento psicológico para lidar com a situação diariamente.

Ontem, anoitecemos com o terror instalado, principalmente entre os moradores da zona Sul, refugiados em suas casas. Nesta quarta-feira, amanhecemos com a atmosfera de violência amplificada pela indiferença com que a situação já havia sido tratada anteriormente.

A falta de ação alimenta, entre os cidadãos, o medo e a descrença. Para os bandidos, é um sinal verde. E agora, vamos ser meros espectadores da barbárie, ou teremos providências desta vez?



terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Indignação seletiva: os problemas que eles não veem

Uma vida defendendo quem depende de ônibus, lotação e pega táxi de madrugada para levar o filho, os pais, ou um ente querido até a emergência dos nossos hospitais. Vou começar pelo mais importante: defendo a vida, defendo as leis.

A vida de milhares de pessoas que acordam antes do sol para trabalhar, que foram dormir sem poder dar um beijo no filho, que dormiu na cadeira esperando seu pai, ou sua mãe chegar. A vida de milhares de pessoas que esperam um ônibus que não chega, que vem lotado, que é assaltado. De pessoas que fazem dois, ou três turnos e nunca é suficiente. Não é suficiente para ter segurança, educação e saúde.

São essas as vidas que defendo e que passei a vida toda defendendo. Muito antes de ser vereador, fui sindicalista. Fui? Não, ainda sou. Sou sindicalista e vereador. Tenho orgulho da minha origem, da minha luta, da minha historia, de minha fé no trabalho, de representar meus colegas trabalhadores.

Há três anos, tive a honra de ser escolhido para representar, além dos comerciários, outros milhares de trabalhadores. Professores, enfermeiros, médicos, zeladores, engenheiros, vigilantes, advogados, policiais, jornalistas, rodoviários, eletricistas, funcionários públicos, autônomos e outras centenas de profissões que me elegeram vereador de Porto Alegre.

Entre estes, estão também os taxistas. Categoria sofrida, submetida diariamente à pressão do volante, stress do trânsito e, muitas vezes, a longas jornadas. Trabalhadores que carregam, no seu dia a dia, muitos sonhos – seus e dos outros. Como já fiz em dezenas de projetos apresentados na Câmara, muito mais do que defender uma categoria, defendi o direito da igualdade.

Não sou contra os aplicativos, e aqui se inclui o UBER. Sou contra a desigualdade, exploração da mão de obra, descumprimento das leis e desregulamentação. Podemos ter um novo serviço para a população, que contribua para melhorar o transporte urbano, mas com responsabilidade e deveres. Com regulamentação, que traga segurança a todos que usarem o serviço.

Segurança, inclusive, foi o que faltou no caso de espancamento, ocorrido na última quinta-feira, dia 26 de novembro. Uma covardia, que precisa ser investigada e punida com todo o rigor.

Mas a covardia tem diversas faces. E as redes sociais são uma delas. São aí que opiniões pessoais querem se transformar em verdades absolutas. Que ofensas tomam o lugar de argumentos. Que a palavra sem rosto fere espíritos desavisados e ameaças covardes amedrontam e sentenciam inocentes.

Não respondo a covardes. Eles são surdos que gritam suas incertezas, humilhações e mentiras. Respondo a quem defende o direito. Defendo quem busca avançar com outros projetos, a exemplo alguns meus, abrindo Postos de Saúde 24h; ampliando o atendimento nas creches até 22h; lutando por um sistema de ônibus com mais segurança e mais bem equipado, com tecnologia Wi-Fi de qualidade ao alcance de todos; caminhos mais seguros para o pedestre e vias mais bem sinalizadas para os veículos, com a garantia de que o pai ou a mãe que, seja de ônibus, táxi, carona ou Uber, tenha algum conforto ao carregar o filho doente nos braços, com a certeza de chegar à Unidade de Saúde e ser atendido.