quarta-feira, 29 de junho de 2016

Dia de São Pedro e da Telefonista

Que o dia de hoje traga as bênçãos de São Pedro, padroeiro do Rio Grande do Sul e dos pescadores!


Hoje também é dia da Telefonista! Nosso reconhecimento a quem faz o elo entre pessoas e serviços!

domingo, 26 de junho de 2016

Dia Mundial de Combate às Drogas

O dia 26 de junho é mundialmente considerado Dia de Combate às Drogas. São consideradas drogas todas as substâncias lícitas ou ilícitas que têm a propriedade de atuar sobre um ou mais sistemas do organismo, produzindo alterações em seu funcionamento e que, com mais ou menos uso, possam levar à dependência.

Estima-se que no Brasil, o índice seja de 6 milhões de dependentes químicos, o que representa 3% da população geral. A prevenção e conscientização a respeito da dependência e dos malefícios é a melhor arma para combater a disseminação do consumo.

Diálogo, atenção e compreensão, são fundamentais nesta luta.



sexta-feira, 24 de junho de 2016

100 dias para as eleições!

Estamos a 100 dias das eleições! Candidatos, comissões e diretórios já precisam estar preparados para um passo importantíssimo que antecede este processo: as convenções.

Comunicamos às lideranças do Solidariedade que todos os municípios precisam convocar os participantes até 30 dias antes da data da Convenção Municipal. Neste ano, o período para a realização das convenções é de 20 de julho a 5 de agosto.


Confira, no documento abaixo, todas as exigências para realização das convenções e as formas da convocação e preparem-se!

Orientação dos atos preparatórios para as convenções do Solidariedade



Comerciários reelegem diretoria com 98% de aprovação

O Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre (Sindec) viveu, nesta semana, mais um processo eleitoral para renovação de dua diretoria. As votações tiveram início na última terça-feira, dia 21, sendo encerradas na noite desta quinta, 23, em que tivemos a confirmação da vitória da chapa 1 “Sempre Fazendo Mais por Você”,  que teve 98,78% de aprovação.





O resultado consolida o bom trabalho da gestão comendada pelo presidente Nilton Neco, da qual muito me honra fazer parte, na condição de secretário-geral.




Tivemos um processo marcado pela transparência e organização, buscando garantir a participação dos associados, através de quatro urnas fixas, dividas entre a sede central e o Departamento Médico, e doze urnas itinerantes que percorreram os locais de trabalho para coletar os votos. 



Ao final de cada dia de trabalho, a Comissão Eleitoral fez o cruzamento da relação de votantes para garantir que não houvesse duplicidade de votos. No último dia, as urnas lacradas foram abertas em frente ao público que acompanhava a apuração e voto a voto foi sendo contabilizado pelos fiscais, confirmando a participação de mais de 48% dos votantes na eleição.



Agradecemos a participação de todos que votaram, o empenho e a colaboração dos mesários e equipes responsáveis pela condução das urnas. A todos os sindicalistas que estiveram presentes, acompanhando este processo, em especial ao vice-presidente da Força Sindical Nacional e Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos, Miguel Torres, que veio de longe e coordenou a apuração dos votos e ao Ministro do Trabalho, Deputado Ronaldo Nogueira, que se fez presente e assinou a ata de apuração. 


Foram eleitas Diretoria Executiva, Diretoria Administrativa Adjunta, Conselho Fiscal e Diretoria Sindical de Base. A posse está marcada para o dia 30 de outubro, em solenidade que também irá homenagear a categoria pelo Dia do Comerciário.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Na tribuna: Municipários em Luta

Um dos temas que comentamos hoje na tribuna é a mobilização dos municipários de Porto Alegre, em luta para conquistar a reposição da inflação sobre os salários. Inflação nada mais é do que a deterioração na mesa dos trabalhadores nos últimos meses e a Prefeitura propôs que isso seja parcelado em três vezes, até o final do ano.

É como se o governo propusesse que o pão, o arroz, o feijão dos municipários de Porto Alegre continue com o mesmo valor do ano passado, só que sem combinar isso com o padeiro, o dono do supermercado ou do posto de gasolina.

A única coisa que os municipários estão negociando é a inflação, não existe aumento real. E é óbvio que a categoria não aceitou a proposta. Honraram o acordo feito, desobstruindo o plenário da Câmara, mas mantiveram sua mobilização. Apelamos que a prefeitura reveja essa proposta e faça justiça com estes trabalhadores.

Sessão Solene em homenagem aos atletas paralímpicos de Porto Alegre

Na próxima segunda-feira (27/6), a Câmara Municipal realiza uma sessão solene em homenagem aos atletas paralímpicos, que competem representando a nossa cidade, estado e país, dando um exemplo de inspiração e superação através do esporte. Contamos com a presença de todos!


quarta-feira, 22 de junho de 2016

Dia do Aeroviário

Hoje é dia de saudar quem trabalha para que tenhamos uma boa viagem, mesmo antes da decolagem. Parabéns a todos os aeroviários pelo seu dia!


segunda-feira, 20 de junho de 2016

Na tribuna: Portas abertas para a informalidade

Retomamos hoje, na tribuna, a denúncia do crescimento desenfreado do comércio irregular no centro de Porto Alegre. Ruas como Andradas, Dr. Flores, Marechal Floriano, Vigário José Inácio, Voluntários da Pátria, estão tomadas, não de pessoas fazendo compras, mas de vendedores ambulantes que oferecem todos os artigos imagináveis.

O centro de Porto Alegre está caótico, não em função dos manifestantes e grevistas, mas pela ausência de governo. O comércio está entregue a pessoas que levam mercadorias de caminhão, exploram essas pessoas e depois recolhem novamente. Precisamos tomar providências sérias, porque em breve teremos que novamente discutir na Câmara Municipal onde alocar essas pessoas, que estão nas ruas, calçadas e portas das lojas vendendo produtos industrializados, muitos de procedência duvidosa.


Urgente: Audiência Pública cancelada

Está cancelada a Audiência Pública que havia sido convocada para a próxima quarta-feira, dia 22, para tratar do projeto de regulamentação das plataformas digitais para o transporte de passageiros. A decisão foi tomada em função da grande mobilização identificada entre taxistas e motoristas da Uber, tendo em vista que a capacidade nas galerias da Câmara Municipal comporta apenas 300 pessoas. 

Fomos comunicados da decisão na tarde desta segunda-feira e pedimos que repassem esta informação a todos os interessados. Será realizada uma nova convocação para a audiência, que deve acontecer em um local mais amplo e que possa receber, com a segurança necessária, todos os interessados em participar.


Dia do Vigilante

Hoje é dia de homenagear os trabalhadores que têm no seu serviço a missão de proteger e resguardar nossa integridade e segurança. Profissionais que, muitas vezes, têm uma jornada longa e desgastante, que muitas vezes estão expostos a risco e que mantêm uma luta constante em busca de melhores condições de trabalho e do reconhecimento que a sua função merece. Parabéns a todos os vigilantes, aos batalhadores do Sindivigilantes do Sul que fazem uma luta séria em nome da categoria. Que possamos avançar nas conquistas e garantir dias melhores para os trabalhadores!


sábado, 18 de junho de 2016

Dia do Químico

No dia 18 de junho celebramos o Dia do Químico. Nesta data, em 1956, foi promulgada a Lei Mater dos Químicos (Lei nº 2800/56), que dispõe sobre o exercício da profissão e marcou a criação dos Conselhos federal e regionais. A partir de então, os químicos passaram a atuar ainda mais ativamente no progresso tecnológico, melhorando a qualidade dos produtos nacionais e de diversos procedimentos que envolvem essa ciência. Parabéns a todos os profissionais!

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Na tribuna: Negligência dos governos nos torna cada vez mais terra de ninguém

O centro de Porto Alegre é o retrato da terra sem lei em que vivemos. Enquanto muitos lojistas batalham para manter as portas abertas, pagando caro para trabalhar e manter empregos na nossa cidade, assistem pela janela a concorrência informal literalmente tomar conta das ruas. O governo, que é eficiente na hora de recolher impostos e burocratizar o comércio regular, é omisso e nulo na hora de cumprir o seu papel de fiscalização e de zelar por eles.

O mesmo acontece com o governo do Estado em relação à segurança. Mais uma vez, assistimos ao uso desproporcional de força para reprimir manifestações populares, de estudantes e crianças, em vez de atacar as causas. Não é uma crítica à Brigada Militar, como alguns consideraram na moção que aprovamos no mês passado, em apoio à liberdade de manifestações, mas sim uma crítica ao comando, ao governo do Estado, que nos surpreende ao revelar um amplo contingente somente nessas horas, quando o povo se manifesta contra a falta de repasses, em nome da educação, da saúde e da própria segurança.

Tanto em relação à ausência de fiscalização, quanto ao uso do policiamento ostensivo para repressão das manifestações populares, o que fica evidente é a falta de foco, de organização, de gestão. Quem perde somos todos nós e se continuar assim, teremos cada vez menos amparo e mais povo na rua.



segunda-feira, 13 de junho de 2016

Na Tribuna: Saída para a Previdência não é punir o trabalhador

Após reuniões em Brasília para tratar do tema, seguimos mobilizados pela garantia da aposentadoria diante das ameaças de uma reforma que pode afastá-la ainda mais do horizonte dos trabalhadores brasileiros. A nossa mensagem para o governo é simples: não vamos pagar mais essa conta.

A Previdência Social brasileira é a maior empresa do mundo. Ela não se constitui apenas da porcentagem que os trabalhadores e empresários repassam mensalmente, mas também de um chamado “caixa único”, responsável por assegurar os direitos à Saúde, Previdência e Assistência Social. No caso dos trabalhadores privados, ainda há um teto máximo que penaliza os contribuintes. Ainda assim, as pessoas trabalham sabendo quando vão se aposentar. Não venha este governo, eleito há dois anos atrás, apesar da mudança de presidente, mudar as regras e o planejamento de vida de milhares de brasileiros.

Que se mexa nos Refis, porque somente as empresas devem R$ 374 bilhões, que com certeza impactam nesse déficit da Previdência Social Brasileira, que querem que os trabalhadores paguem a conta. Outra questão que a sociedade deve começar a discutir é o caso das entidades filantrópicas que, se cobram, devem contribuir.

E por que os altos salários do judiciário, dos servidores públicos, não têm a regra que o servidor que contribui tem? Por que aos aposentados federais, do Legislativo e Judiciário não se aplica esse teto e permanecem recebendo fortunas? Por que a Previdência não vende os milhares de imóveis fechados, inutilizados, que valem milhões? Por que o governo não faz a correção da tabela do Imposto de Renda? Antes de punir os trabalhadores brasileiros, é preciso trabalhar em cima desses questionamentos.


Dia de Santo Antônio

Um dia depois do Dia dos Namorados, é celebrado o Dia de Santo Antônio, conhecido como santo casamenteiro! Frade franciscano, também é considerado protetor dos pobres, padroeiro dos objetos perdidos e pregador do Evangelho. Que ele esteja conosco, tornando nossa semana mais iluminada!

domingo, 12 de junho de 2016

Dia Nacional Contra o Trabalho Infantil

No dia 12 de junho também é lembrado o Dia Mundial e Nacional Contra o Trabalho Infantil, que chama a atenção para um problema muito grave e recorrente em vários países do mundo, inclusive no Brasil. A data foi instituída mundialmente em 2002, pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e busca alertar a população para o fato de muitas crianças serem obrigadas a trabalhar diariamente, quando deveriam estar na escola, aprendendo a construir um futuro melhor para si e para as suas famílias.



Feliz Dia dos Namorados!

Hoje é dia dos apaixonados! Que o Dia dos Namorados seja repleto de bons momentos para todos os casais que celebram hoje a união, a cumplicidade, a sintonia, a paixão e o amor!

Falando em amor, para você, amar é...?
Complete a frase nos comentários! S2


<3 class="separator" div="" style="clear: both; text-align: center;">

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Na tribuna: Liberdade das Práticas Religiosas

Na primeira manifestação em tribuna na sessão desta quinta-feira, alertamos para a tramitação de mais um projeto discriminatório em relação às religiões de Matriz Africana da nossa cidade. Mais precisamente, a mesma medida que gerou polêmica na Assembleia Legislativa e que não avançou na casa do povo do Rio Grande do Sul. Não deve ir adiante em Porto Alegre, em respeito à diversidade religiosa, à cultura e às milhares de pessoas que a vivenciam e sabem que crueldade e maus tratos aos animais não fazem parte das práticas das casas religiosas. Uma medida desnecessária à Câmara Municipal, que tem buscado estabelecer uma agenda positiva, priorizando projetos relevantes para a nossa população.


Dia do Porteiro

Hoje é dia de parabenizar e prestar o merecido reconhecimento aos profissionais que estão sempre de prontidão para nos receber, tornando nossas chegadas, saídas e mesmo as ausências mais seguras. Parabéns a todos os porteiros(as) pelo seu dia!

terça-feira, 7 de junho de 2016

Solidariedade realiza curso na próxima terça-feira

Falta uma semana!

É com muita satisfação que convidamos mais uma vez as lideranças do Solidariedade RS a participarem de um novo curso de qualificação, em preparação às eleições deste ano. As atividades acontecem na próxima terça-feira, dia 14. Nos vemos lá!

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Na tribuna: Melhorias possíveis no transporte público de Porto Alegre

Hoje na tribuna voltamos a defender o resgate de um projeto viável e funcional para o transporte público de Porto Alegre. Tanto se falou no metrô, se seria via superfície ou subterrâneo, quais trajetos seriam traçados e, efetivamente, o plano em nada avançou.

A administração anterior foi eleita com um projeto de transporte viável, um projeto de governo para o transporte na cidade de Porto Alegre, que contemplava a integração entre modais, criando um sistema de transporte capaz de alimentar todas as regiões da nossa cidade e contemplando as necessidades de deslocamento, com mais qualidade e rapidez. Precisamos aceitar que o metrô virou utopia e concentrar os esforços neste projeto.

Na semana passada, abrimos a discussão da questão dos aplicativos, a partir do projeto de regulamentação encaminhado pela prefeitura, que não diz respeito apenas às modalidades de uso individual, mas já contempla as possibilidades a partir da tecnologia para o uso coletivo. Também precisamos lançar este olhar à discussão dos modais de transporte público e trabalhar dentro do que é viável, para melhorias concretas no serviço atual, na realidade do transporte coletivo de Porto Alegre.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Centrais sindicais em luta pela aposentadoria

A próxima semana será de mobilização total em nome de um dos principais direitos dos trabalhadores brasileiros: a aposentadoria. As centrais sindicais serão recebidas pelo secretário de Previdência, Marcelo Caetano, para apresentar alternativas à nefasta proposta de criação de idade mínima para aposentadoria e o aumento do tempo de contribuição, que simbolizam retrocesso e continuidade das políticas de extermínio de direitos.

Enquanto houver sonegação e enriquecimento ilícito, não podemos permitir que a maioria dos brasileiros continue sendo sacrificada, abrindo mão de direitos adquiridos a duras penas. Por isso, propomos medidas como o fim da desoneração da folha de pagamento, aumento da contribuição de produtores rurais, cobrança de recolhimentos previdenciários de entidades filantrópicas e times de futebol, além do aumento do combate às sonegações e negociação de prédios abandonados do INSS.

Entre as propostas, buscamos ainda a reparação de uma das maiores hipocrisias realizadas pelo governo Lula, em 2004, que culminou no fechamento dos bingos no Brasil. Para blindar os próprios escândalos de propina e corrupção, que vieram à tona com a operação que deflagrou os pedidos de propina ao bicheiro Carlinhos Cachoeira para campanhas políticas, o governo optou por eliminar, no canetaço, um segmento que empregava, na época, mais de 320 mil trabalhadores.

Entendemos que propostas como estas, pela lógica, deveriam ter sido implementadas em primeiro lugar, antes da apresentação de Medidas Provisórias como a 664 e 665, que excluíram milhares de trabalhadores de benefícios como o Seguro Desemprego. Na época, estávamos ainda no início de uma crise que atacaria principalmente os postos de trabalho, deixando mais de 11 milhões de pessoas desempregadas e sem direitos.

Os rumos da economia ainda permanecem incertos mas, sem dúvida, precisamos gerar empregos e não atacar direitos. Precisamos corrigir as distorções que impactam a Previdência Social e cobrar de quem deve, em vez de retirar a aposentadoria do horizonte de quem sentiu o peso da contribuição a vida toda.

3 de junho - Dia do Sagrado Coração de Jesus e do profissional de Recursos Humanos


"No Coração de Jesus existe tudo o que precisamos: fortaleza para os fracos, coragem para os tímidos, luz e conselho para os hesitantes; e para todos: humildade, paz, caridade e alegria de viver". (Santa Paula Frassinetti)

Uma sexta-feira iluminada e com paz no coração para todos nós!


Hoje também é dia de parabenizar os profissionais de RH, que realizam uma verdadeira missão dentro das empresas e organizações na gestão de pessoas. Parabéns a todos que, através do seu trabalho, ajudam no desenvolvimento de outros profissionais e da humanização das entidades.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Educação em Tempo Integral passa a ser prerrogativa em Porto Alegre!

Uma vitória em nome da educação! Conquistamos a aprovação do Projeto de Emenda à Lei Orgânica em prol da Educação de Tempo Integral em Porto Alegre! Com a conquista dos 24 votos favoráveis, no segundo turno de votação, já fica determinada a alteração da "lei maior" do nosso município, definindo que Porto Alegre deve passar a dar provimento de meios para que as escolas municipais possam, gradativamente, funcionar em tempo integral. Fica firmado um compromisso com a qualificação da educação na rede municipal de ensino e a demanda de mais recursos para o setor!


quarta-feira, 1 de junho de 2016

No Brasil não tem golpe, tem retirada dos direitos dos trabalhadores

Desde o anúncio do afastamento de Dilma da presidência da República, a antiga base do governo federal só faz trocar acusações entre si. Desta relação, que teve 13 anos de duração, quem tem arcado com o prejuízo é a classe trabalhadora. Na verdade, foram os trabalhadores que levaram um triste golpe de traição.

Começou quando, ainda no movimento sindical, tentamos reverter o fechamento dos bingos, que custou a demissão de 320 mil trabalhadores, por causa dos escândalos de propina do governo com Carlinhos Cachoeira. Depois veio o Mensalão e a série de escândalos que todo mundo já conhece e que os trabalhadores pagaram a conta, a ponto de o governo destruir com praticamente todos os fundos de pensão.

Dos golpes na pauta trabalhista, o primeiro foi quando o compromisso com a redução da jornada virou pó. Em 13 anos de governo, jamais honraram a principal luta das centrais sindicais. Então traíram a indústria nacional e geraram a demissão de 10 milhões de trabalhadores, que hoje estão na rua, sem carteira assinada. Antes disso, para completar o estrago, editaram as MPs 664 e 665, que excluem esses trabalhadores do direito ao seguro-desemprego, pensão e outros benefícios que poderiam assegurá-los.

O governo sangrou a Petrobras e o BNDES. Aos grandes empresários, deu dinheiro a fundo perdido, que jamais será recuperado. Às pequenas empresas, sobretaxaram com juros impagáveis e altíssimas tributações.

Então, quem deu golpe?

Apoiadores do governo de Dilma Rousseff entendem que a saída da presidente é golpe de Estado. Por outro lado, todas as medidas contra o governo petista estão dentro da legalidade e fazem parte da democracia. O processo de impeachment é previsto na Constituição Federal como um mecanismo para remover governos corruptos e incompetentes – é o que se acusa o governo Dilma de ser. O processo no TSE, se acabar na cassação da presidente, também será legal.

A crise que levou milhares de pessoas às ruas é resultado de uma sucessão de erros do governo que causou uma grande insatisfação popular, e não de uma grande conspiração anti-democrática da oposição. A Operação Lava Jato e os trabalhos da Justiça estão dentro da normalidade, já que não foi comprovada nenhuma ilegalidade nos atos do juiz Sérgio Moro, por exemplo, que está à frente da Lava Jato, apesar das controvérsias da condução coercitiva e da divulgação dos grampos de Lula.

O golpe está sendo dado pelo próprio governo, que ao nomear o ex-presidente Lula para o importante ministério da Casa Civil o colocou, na prática, na condição de chefe de Estado – ao mesmo tempo em que estaria protegendo Lula, concedê-lo o foro privilegiado.

O processo de defesa do impeachment passou pela mais alta corte, onde o atual governo indicou os ministros. Portanto o processo é legal e legítimo, assim como a luta do movimento sindical, que, mesmo depois do afastamento da Presidente, ainda continua batalhando pelas causas que sempre acreditou.

E é isso que vamos continuar fazendo. Ainda temos muito a conquistar pelos trabalhadores, por isso, esperamos e, mais do que isso, cobramos veementemente que, o atual governo nos ajude a conduzir o Brasil ao emprego e ao desenvolvimento econômico e social.

Dia da Imprensa

Parabéns a todos que trabalham para nos manter informados e conscientes sobre tudo o que acontece ao nosso redor, que impacta no nosso dia a dia e na sociedade em geral. Parabéns aos profissionais da imprensa!

Bem-vindo, junho!

Que este mês traga muitas realizações pessoais e profissionais para todos(as) nós. Muita força, fé, Solidariedade e união. Vamos que vamos!

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Câmara começa discussão de modalidades de transporte via aplicativos

Chega à primeira sessão de pauta um projeto muito aguardado por parte da população de Porto Alegre, usuária do transporte individual de passageiros, que é a proposta de regulamentação do serviço prestado por veículos cadastrados via aplicativos. Porto Alegre enfim avança na discussão desta matéria, com o encaminhamento do projeto, ao qual já estão sendo submetidas emendas, para a regulamentação dos serviços através de plataformas tecnológicas. Se trata da regulamentação de tecnologias, de profissões e de serviço, para que as pessoas tenham controle sobre o que estão contratando e utilizando.

É importante ressaltar que o projeto não apenas regulamenta este serviço, do transporte individual, mas também delimita responsabilidades e já versa sobre outros modais de transporte, como os veículos de aluguel a partir de estações, a exemplo das bicicletas do BikePOA, que ainda não temos à disposição, mas que figura entre as opções em outros lugares do mundo.

Estamos iniciando um processo de discussão, que envolve várias categorias e a população de Porto Alegre para, ao final, garantir que possam ser utilizadas várias modalidades, entre elas o transporte via aplicativos, que é uma realidade existente em outros países - e, em muitos deles, proibidos. Aqui, vamos , para que funcione, mas com garantias básicas, tanto para o usuário, quanto para o prestador.

domingo, 29 de maio de 2016

Dia do Geógrafo

No dia de hoje parabenizamos os geógrafos, que com o seu trabalho contribuem para o envolvimento humano, o bem-estar social, o respeito à vida ao meio ambiente.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Nota de repúdio ao estupro coletivo cometido contra a adolescente

Não foram 33 contra 1, foram 33 contra todas as mulheres!


Esta semana ficamos estarrecidos com a divulgação de um crime absurdo praticado contra uma menina de 16 anos, que foi vítima de um estupro coletivo em uma comunidade do Rio de Janeiro. O fato de os criminosos postarem as imagens na internet perpetuou ainda mais a humilhação da jovem. Trata-se uma barbárie extrema e covardia por parte de 33 homens que agrediram a esta jovem. Esta também representa uma agressão a todas as mulheres.

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, uma mulher é estuprada no Brasil a cada 11 minutos. O número pode ser ainda maior, já que apenas 30% casos são registrados. Ou seja, para cada caso público de estupro, tantos outros permanecem ocultos, sem repercussão e punição.    

O Brasil registrou, nos dez primeiros meses do ano passado, 63.090 denúncias de violência contra a mulher - o que corresponde a um relato a cada 7 minutos no País. Os dados são da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), a partir de balanço dos relatos recebidos pelo Ligue 180.

Entre estes registros, quase metade (31.432 ou 49,82%) corresponde a denúncias de violência física e 58,55% foram relatos de violência contra mulheres negras. Os atendimentos registrados mostram ainda que 77,83% das vítimas têm filhos e que mais de 80% destes filhos presenciaram ou também sofreram a violência.

Os dados mostram ainda que, entre os relatos de violência, 85,85% corresponderam a situações em ambiente doméstico e familiar. Na maioria dos relatos (67,36%), as violências foram cometidas por homens com os quais as vítimas tinham ou já tiveram algum vínculo afetivo, como cônjuges, namorados, ex-cônjuges ou ex-namorados. Em cerca de 27% dos casos, o agressor era um familiar, amigo, vizinho ou conhecido.

A sociedade brasileira deve ter tolerância zero a todas as formas de violência contra as mulheres e a sua banalização. Estupro é um crime hediondo, representa a maior violência à dignidade da mulher e deve ser duramente reprimido.
As vítimas devem ter todo amparo e condições para evitar a extensão das graves consequências, como o comprometimento da saúde física, mental e emocional.

A sociedade deve também exigir rapidez na apuração, na identificação dos responsáveis e punição dos envolvidos neste crime e de todos casos de violência contra as mulheres.

Estamos assistindo à crescente desumanização e desrespeito ao outro, e as maiores vítimas têm sido as mulheres. Contra a cultura do estupro, prestamos nossa solidariedade à jovem violentada, à sua família e a todas as mulheres.



Dia do Profissional Liberal

No dia 27 de maio comemoramos o Dia do Profissional Liberal. A homenagem é a todos os profissionais que, de forma independente, prestam seus serviços, sem necessariamente estarem vinculados a empresas, à base de muita disciplina, foco e trabalho duro. Parabéns a todos os advogados, alfaiates, contadores, dentistas, designers, escritores, estilistas, fisioterapeutas, fotógrafos, jornalistas, marceneiros médicos, professores e todos os profissionais que atuam desta forma no exercício de sua profissão.