quinta-feira, 24 de março de 2011

Evento Seminário sobre a Faixa de Fronteira inicia com mostra fotográfica e presença de lideranças

Janta, junto com diretores, lideranças sociais e vereadores de Uruguaiana e São Borja
A Força Sindical-RS iniciou hoje os trabalhos do Seminário sobre a Faixa de Fronteira em Uruguaiana, durante a abertura da mostra fotográfica "O Olhar do Trabalhador sobre o Bioma Pampa", na Câmara dos Vereadores do Município. Também iniciou no final da tarde o credenciamento dos participantes. Muitos vereadores realizaram inscrições, como os do município de São Borja.

Coube ao presidente da Força Verde e diretor organizador do seminário, Lélio Falcão, fazer a primeira fala do evento. Segundo Lélio, as fotografias da mostra mostram a natureza dos municípios da Fronteira e seu ecossistema natural e social, retratando também a "mão do trabalhador e sua influência na composição do bioma".

"Sem a criação de animais e o cultivo das plantações no bioma, o pampa não seria como é. Agradeço à Câmara de Vereadores de Uruguaiana, que mais um ano nos recebe para discutirmos o desenvolvimento dos municípios da Fronteira", disse.

O presidente do Legislativo uruguaianense, vereador Ronnie Mello, prestigiou a mostra e destacou o empenho da Força Sindical-RS em não se contentar em ser apenas uma central de contestação, mas também ser uma central que se preocupa com grandes questões sociais, como o desenvolvimento regional .

"A Força busca a geração de emprego e renda na sua prática cotidiana. O foco da central leva em consideração viés ambiental e nisso se vê a importância da Força Verde, este braço da Força Sindical", afirmou Mello.

O presidente da central, Clàudio Janta, agradeceu a acolhida de Mello e do vereador Rogério Moraes, que estava presente na solenidade e é um companheiro das lutas da Força Sindical.

"Para nós é função da cerntral não ficar só num agrupamento sindicalista, mas discutir, por exemplo, por que os jovens não ficam na região quando fazem faculdade. Discutir por que não há estágio em medicina, em administração, em engenharia nos municípios da Fronteira. Não adianta trazer faculdade para cá se não tiver emprego e onde estagiar", argumentou Janta.

Janta disse que por essas razões a central realiza o evento, para que a Fronteira deixe de ser uma região de exclusão, diante da realidade de que na verdade o espaço é rico em recursos naturais e humanos, mas falta vontade e empenho político para desenvolvê-lo.

"Quero cumprimentar também o presidente da Casa do Povo por abrir suas portas a esse debate", concluiu Janta.

O vereador Moraes disse na presença de toda a equipe de apoiadores e diretores da Força Sindical-RS que se sentissem em casa: "Valorizamos muito vocês, essas pessoas que fizeram essa maratona de atravessar o Estado para tratar de um tema tão importante para o povo da Fronteira, a casa é de vocês e espero que tenhamos grandes resultados", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário