segunda-feira, 2 de maio de 2011

Força Sindical-RS participa de procissão e missa da Nossa Senhora do Trabalho a céu aberto

A chuva não veio e a cerimônia reuniu centenas de fiéis

Eram 9h da manhã quando a imagem de Nossa Senhora do Trabalho e de Don Luis Guanella deixaram a sede do Lar do Idoso, na rua Ary Tarrago, rumo à Igreja do Trabalhador, percorrendo cerca de quatro quilômetros nos ombros de colaboradores da Força e demais participantes da demonstração de fé. A 57ª Procissão da Nossa Senhora do Trabalho foi animada por cânticos, gritos de viva e muita animação com bandeirolas, faixas e bandeiras da Força Sindical. O padre Ivo puxou as orações durante o trajeto, que contou com queima de fogos de artifícios e a presença do arcebispo de Porto Alegre, Dom Dadeus Grings. O arcebispo rezou uma bonita missa na frente da Igreja Nossa Senhora do Trabalhador, quando as imagens chegaram ao local. O sermão discorreu sobre a importância do trabalho humano.

No final da missa, Janta destacou que o Dia do Trabalhador não é só para ser comemorado: "Temos que pensar e trabalhar por melhoras. Este universo tem muitos problemas, desde a falta de qualificação até a exploração das pessoas e do ofício; falta de condições e desrespeito aos direitos", afirmou.

Estavam presentes o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati; o deputado federal Vieira da Cunha; vereadores; e lideranças sociais.

O presidente Clàudio Janta e os diretores Cláudio Corrêa e Luis Carlos Barbosa rezaram nas primeiras fileiras junto com o prefeito e as lideranças. Todos ficaram muito emocionados com o ato de fé e concentração em homenagem aos trabalhadores, com a missa ficando lotada.

No final da cerimônia, o arcebispo Dom Dadeus fez a tradicional bênção das carteiras de trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário