quarta-feira, 25 de maio de 2011

Sindicato dos comerciários de São Jerônimo é fundado com apoio da Força Sindical e da Fetracos


Agora o Sec/São Jerônimo tem sede própria
O Sindicato dos Empregados do Comércio de São Jerônimo foi fundado no início da noite de hoje no Município com a presença da diretoria da antiga base, o Sindicato dos Comerciários de Guaíba, membros da Força Sindical, da Fetracos e dos demais sindicatos de comerciários do Estado, como o de Pelotas, com a presença de Elvio Gelim; Alvorada, com a presença de Gilson Santana; Porto Alegre, com os diretores Cláudio Côrrea e Marcelo Furtado; e Quaraí.
O presidente da Fetracos e da Força Sindical-RS, Clàudio Janta, presidiu os trabalhos, chamando a presidente do Sec/Guaíba, Ivone Simas, para declarar os motivos da fundação. "O Sec/Guaíba acredita que os sindicatos devem se expandir e ter a sua própria entidade", afirmou, ao justificar a fundação. Ivone saudou os sindicatos filiados à Fetracos - Federação dos comerciários do RS - presentes no ato. Segundo ela, foram representantes de São Jerônimo que a procuraram para apresentar as demandas da categoria, reivindicando uma sede, direção e identidade própria. Outros municípios da região como General Câmara, Sentinela do Sul e Mariana Pimentel devem ir nessa direção também.
Todos os serviços oferecidos pelo sindicato continuam funcionando como antes da fundação, quando era baseado no Sec/Guaíba, só que agora há uma sede própria, embora Ivone tenha informado que estará dando todo o suporte necessário para os primeiros meses de funcionamento do sindicato de São Jerônimo. "Boa sorte, que vocês façam o sindicato forte, contem com nós", disse Ivone.
O presidente Janta leu o edital de fundação publicado na imprensa e colocou o documento em votação, com aprovação unânime de todos os presentes. Logo depois, foram aprovadas as filiações à Força Sindical e à Fetracos. A diretoria da entidade também foi empossada com a apresentação de chapa única liderada pelo presidente Adílson Borgori.
"Estou muito feliz por este momento, a fundação de um sindicato sempre me emociona, ainda mais desse que é um filho do Sec/Guaíba. A entidade tem a obrigação de defender os trabalhadores", ressaltou Janta.
Segundo Janta, sindicato forte é sinal de mais direitos para os trabalhadores. "Nâo temos o lobby dos grandes políticos, mas vamos à Brasília e sentamos com os deputados para negociar e buscar melhores condições de trabalho para a nossa categoria. A fundação do Sec/São Jerônimo é importante para o futuro dos filhos de vocês", disse Janta à plateia que lotou a sala do sindicato.
O presidente falou ainda das bandeiras de defesa e luta dos comerciários, como a regulamentação da profissão, jornada de 40 horas e fim do fator previdenciário. "Estamos com uma campanha forte pelo fim do fator previdenciário. Quando a pessoa vai se aposentar, mudam as regras e o sujeito fica empenhado em ter que trabalhar, porque não há seguridade social quando aumenta o limite de idade", afirmou.
O presidente empossado, Adílson Borgori, discursou e conclamou todos os comerciários de São Jerônimo a participarem do sindicato. "A gente tem muito trabalho pela frente, com mais lutas pelos nossos direitos. Obrigada pela ajuda da Força Sindical e dos sindicatos presentes", disse. Também acompanhou o ato a nova secretária de Finanças, Sílvia Dutra, e demais integrantes da diretoria.
O estatuto da entidade estará à disposição a todos os filiados na sede do Sec. Seguem valendo as mesmas carteirinhas e benefícios. Amanhã será entregue documento aos patrões dos comerciários integrantes do sindicato que garante a estabilidade dos trabalhadores na continuidade de seus empregos, aliado às atividades do sindicato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário