quarta-feira, 20 de julho de 2011

Janta fala da mobilização do dia 28 em Porto Alegre e das bandeiras de luta dos trabalhadores no Manhã Bandeirantes


Presidente da Força Sindical-RS foi entrevistado pelo jornalista João Garcia
O programa Manhã Bandeirantes, apresentado por João Garcia, entrevistou nesta segunda-feira, 18, o presidente da Força Sindical-RS, Clàudio Janta. Na pauta, foram discutidos os temas que envolvem o mundo do trabalho. O primeiro ponto abordado foi a geração de emprego no país.

Janta afirmou que no Brasil existe emprego, mas não há mão de obra qualificada para suprir a demanda, o que também é consequência da precarização do ensino no país. Isto revela, conforme o presidente, a necessidade da luta pela qualificação profissional e mais qualidade no ensino, que deve começar por mais qualificação para os professores.

A questão do salário também foi levantada por Garcia durante o programa, com a defesa do sindicalista de que o aumento buscado pelos trabalhadores não acarretará em maiores índices de inflação: “o que aumenta a inflação é a taxa de juros”, pontuou Janta. O tema é uma das bandeiras a ser defendida pelos trabalhadores durante a marcha unificada das centrais, no dia 28 em Porto Alegre.

Questionado em relação às 40 horas semanais, Clàudio Janta explicou a importância da reivindicação, que é a principal bandeira na atual agenda dos trabalhadores: “mais qualidade de vida para o trabalhador, que pode passar mais tempo com sua família e ao mesmo tempo mais postos de trabalho”.

Outro ponto levantado por Jão Garcia foi o comparativo entre o desenvolvimento do Brasil e da China. Janta explicou o que vem sendo observado pelo Secretário de Relações Internacionais da central, Nilton Neco, durante suas visitas ao país, afirmando que é grande a precariedade do trabalho chinês, mas ao mesmo tempo existem condições dadas pelo governo às empresas. Os trabalhadores chineses também não sofrem com a alta carga tributária que onera os brasileiros: “quem mais paga imposto no Brasil são os trabalhadores”, concluiu Janta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário