terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Trabalho decente também depende do transporte público

O transporte público está diretamente associado ao Trabalho Decente. Acreditamos que em Porto Alegre deve-se ter mais horários, mais linhas, ônibus com portas pela direita e pela esquerda, que permita um horário de fluxo de manhã e no final da tarde. Também que o ônibus vá pela Assis Brasil e faça a Farrapos e a Bento Gonçalves pelos dois corredores, agilizando a vida dos trabalhadores, e que ainda tenham poltronas mais confortáveis, com ar condicionado em toda a frota. 

Se os empresários acham que desta maneira é inviável, a Prefeitura deve então, abrir uma licitação internacional, abrir uma licitação nacional, pra ver se estamos sugerindo uma utopia ou não. Era utopia se achar que teria barca ligando Guaíba a Porto Alegre, hoje nós temos um transporte de extrema competência e que trás um conforto para as pessoas. Então porque que nós não podemos abrir uma licitação para o transporte de Porto Alegre, já que as empresas não têm interesse em ampliar as linhas?  

O que não pode acontecer, é um trabalhador que mora no extremo \Sul da cidade levar duas horas para chegar no seu local de trabalho ou ficar duas horas em pé dentro de um ônibus indo pra sua casa.  




Queremos discutir porque que as pessoas não podem comprar a passagem do ônibus antecipado com cartão de crédito, porque as pessoas não podem fazer um débito em conta para passagem de ônibus. Também queremos discutir as isenções para os aposentados e estudantes, mas nós queremos vincular isso a renda familiar, não que seja uma coisa como é hoje, que as pessoas usam a isenção para dar passagem para empregado ou dar passagem para outras pessoas. Outra questão é porque tem profissões com isenção na passagem de ônibus?  

Nós já entregamos algumas propostas do projeto “Emprego pede passagem” onde propomos que o passe livre seja transformado em passagem para as pessoas desempregadas irem procurar emprego, vinculado às Secretaria do Trabalho, à SMIC, às entidades de trabalhadores e empregadores.  

Estamos querendo discutir isso com a sociedade, com todos de Porto Alegre, e quem tem o papel de fazer isso é a Câmara de Vereadores.

Então nós pedimos essa Comissão Especial e fizemos um pedido também à Mesa Diretora para que, na quinta-feira, possamos usar a Tribuna Popular da Câmara de Vereadores pra esclarecermos não só a questão da passagem de ônibus, mas esclarecer para os vereadores o que é o Trabalho Decente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário