segunda-feira, 12 de março de 2012

Tímida queda na taxa Selic ainda é insuficiente

A tímida queda de 0,75% na taxa básica de juros da economia, a Selic, ainda é insuficiente para a geração de renda no Brasil, além de prejudicar a produção interna e em consequência o Produto Interno Bruto (PIB).

Essa baixa redução atrasa o consumo, não promovendo o desenvolvimento do país. A classe mais atingida é a que concentra as pessoas que estão conseguindo se tornar consumidores estáveis, ou seja, a classe dos trabalhadores. 

Neste momento de sofrimento com a desindustrialização, é imprescindível a queda dos juros, para não desaquecer a economia. Assim como os trabalhadores apostaram e aprovaram a política de Salário Mínimo, é fundamental que o Governo institua uma Política Industrial estratégica para o país. 

Agora, a produção e a geração de emprego e renda, o investimento maciço devem ser promovidos pelo governo, com políticas públicas de desenvolvimento, de saneamento e, principalmente, de educação, que podem transformar o Brasil efetivamente numa grande potência e não em um mercado especulativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário