quinta-feira, 5 de abril de 2012

Manifestação em São Paulo marca a luta dos trabalhadores contra a desindustrialização

Após começar em Porto Alegre, passar por Santa Catarina, a mobilização Grito de Alerta: em defesa do emprego e da indústria seguiu para São Paulo e mobilizou cerca de 90 mil pessoas contra a desindustrialização do país. Os atos ainda devem acontecer em Manaus Paraná e Brasília. 

Protestamos juntamente com as entidades que representam os empresários do setor produtivo na manhã de quarta-feira, dia 4, no entorno da Assembleia Legislativa da capital paulista. Lutamos contra a carga tributária brasileira e as dificuldades para criação de emprego no país. Pedimos medidas do governo que garantam aumento da atividade econômica com menos impostos, além de juros mais baixos.




Na terça-feira, dia 3, o governo federal anunciou um "pacotinho" de estímulo à competitividade da indústria. O governo desonerou 11 setores produtivos, mas a indústria nacional é composta por 127 setores. Também não houve intenção de reduzir o juro do consumidor que usa cartão de crédito, no juro bancário em geral, além da pouca clareza em como se pretende proteger a indústria nacional e melhorar o emprego.

Esta mobilização em São Paulo foi para chamar a atenção do governo, pois não vamos mais tolerar a prática deste tipo de política, que não é voltada para o desenvolvimento. Milhares de trabalhadores e os empresários de diversos setores têm sofrido com a política econômica federal.

A união do trabalho e capital é importante para manter as indústrias e garantir os empregos no Brasil. Vamos continuar nas ruas mostrando que são necessárias medidas para o emprego e os trabalhadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário