quinta-feira, 3 de maio de 2012

Brizola Neto assume o ministério do Trabalho; Sindicalistas acompanham a posse em Brasília

Sindicalistas e trabalhadores do Rio Grande do Sul, que apoiaram a indicação do nome de Brizola Neto ao MTE, estiveram no Palácio do Planalto na manhã de hoje para prestigiar a posse dada pela presidente Dilma Rousseff.

A posse de Brizola Neto encerra o período de cinco meses em que o Ministério do Trabalho permaneceu interinamente sob a responsabilidade do ministro Paulo Roberto Santos Pinto. 

É com grandes expectativas que os trabalhadores gaúchos apoiaram desde o início do surgimento de seu nome a indicação do neto de Leonel Brizola ao cargo mais importante para os trabalhadores brasileiros.

Com Juliana Brizola, deputado federal Giovani Cherini e Leonel Brizola

 Acreditamos que além de sua competência política individual, Brizola Neto representa os verdadeiros interesses da classe trabalhadora. A juventude brasileira no dia de hoje também conquista mais uma vitória. 

O novo ministro do Trabalho disse que está pronto para o desafio. "O que preenche meu coração é o dever de cumprir as expectativas", fala ao tomar posse como Ministro do Trabalho. Ele é o mais jovem ministro da República, com 33 anos. 


Na oportunidade, representei o presidente nacional da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva. Saudei o ministro e destacando a importância de ter Brizola Neto neste cargo, pois possui grande bagagem histórica, herdado de seu avô Leonel Brizola, que ajudou a construir e promover grandes conquistas pelos trabalhadores.

Acompanharam a posse ainda o secretário de Relações Internacionais e presidente do Sindec/Poa, Nilton Neco, o secretário de Juventude da central, Jefferson Tiego, os diretores Luis Carlos Barbosa, Claudio Correa. 

Lideranças políticas e sociais também acompanham a solenidade, como a irmã do ministro, deputada estadual Juliana Brizola.

Um comentário:

  1. Parabéns ao novo Ministro, muita sorte e um belo trabalho a frente da pasta que seu avô dominava muito bem, um forte abraço.
    Saudações Trabalhistas.
    Paulão da Tuca

    ResponderExcluir