segunda-feira, 12 de novembro de 2012

VI Conferência do Bioma Pampa debate energia e água na Fronteira Oeste

A VI Conferência Internacional do Bioma Pampa aconteceu nos últimos dias 8 e 9 de novembro, na Câmara Municipal Santana do Livramento, com o objetivo de resgatar o desenvolvimento da região, gerando energia
Durante os debates ressaltei que a região deve criar um fórum para definir maneiras de desenvolvimento agregado e questionei também a possibilidade de aproveitamento da argila no Estado.

A geração de emprego e renda nas cidades da região foi uma questão bastante presente na plateia. A mesa respondeu que ainda há concentração de desenvolvimento e precisa gerar diversificação com fábricas localizadas na Fronteira Oeste para absorver o trabalho do homem da campanha.



Porém, um fato de indignação é que todos os parques eólicos do RS serão instalados na região Sul, principalmente na fronteira Oeste, por questões climáticas. E quando o Estado traz empresas para fabricar componentes, nenhuma delas se instala na Região Sul, muito menos na Fronteira Oeste.

Outra questão que gerou também gera indignação é o fato de que foram aprovadas duas audiências públicas sobre agricultura e Mercosul e pela primeira vez nenhum representante destes segmentos compareceu. Cabe a nós começar a cobrar desses deputados. Por que não estiveram no evento discutindo essas questões que interessam ao futuro de todos?

O segundo dia de conferência contou com mesa na manhã desta sexta-feira, dia 9, integrada pelo vereador Germano Camacho, presidente da Câmara de Livramento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário