terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Texto de base para discussão sobre regularização das casas noturnas

Importante contribuição para o debate em busca de uma legislação transparente para regularizar as casas de espetáculos e eventos. 

Abaixo reproduzo um texto publicado no Facebook com autoria de Alexandre Lopes, mais conhecido como Alemão. Ele é um dos proprietários da casa de shows Opinião.  


TEXTO
 

Sendo proprietário das duas maiores casa de shows do RS, não tenho como não me manifestar.

Primeiro gostaria que os parentes e amigos das vítimas encontrem em algum lugar em seu coração, força pra superar a perda desses jovens. Sei que é quase impossível mas devem tentar.

Segundo, relatar um pouco da minha experiência de 30 anos nesse ramo:

1) SEMPRE busquei trabalhar de acordo com a Legislação vigente e, mesmo quando sofria com exigências administrativas esdrúxulas dos governos municipais e/ou estaduais, NUNCA deixei de cumprir as exigências dos BOMBEIROS (Plano de Prevenção Contra Incêndio) em todos lugares que realizei nossos espetáculos, motivo pelo qual não fizemos a etapa do Pepsi Music na trágica casa de Santa Maria;

2) Nossos funcionários tem treinamento no Corpo de Bombeiros, experiência em grandes aglomerações e instruções específicas de como agir em situações de pânico;

3) Não compreendo por que a demora de se criar uma legislação específica para a atividade de "casas de espetáculos", "bares noturnos" ou qualquer outra atividade em que haja aglomeração de jovens durante a noite ou dia;

4) Encaramos nossa atividade com profissionalismo e respeito aos clientes e as leis porém, sabemos (como TODOS sabem, inclusive o poder público) que a grande maioria não age da mesma maneira, por exemplo: não vendemos bebida alcóolica para menores porém, QUALQUER AMBULANTE NA RUA VENDE! QUALQUER SUPERMERCADO VENDE! Quem cumpre a Legislação, como nós, sofre a penalização de peregrinar pelo Ministério Público, Secretarias Municipais e outros órgãos assumindo compromissos que já temos como lema : CUMPRIR A LEI !

5) Independente do artista, NÃO PERMITIMOS PIROTECNIA, em nenhuma das nossas casa de espetáculos;

6) O Pepsi On Stage tem instalação de sprinklers revisada mensalmente. O Opinião cumpre todas exigências dos bombeiros;

7) Por experiência, na intenção de proteger e manter na nossa atividade somente aqueles empresários que queiram trabalhar corretamente tenho algumas sugestões:

- NUNCA permitir que uma aglomeração de pessoas aconteça sem a inspeção e liberação do corpo de bombeiros, sendo isso considerado crime inafiançável. Prender todos os responsáveis na escala de poder caso isso aconteça (fiscais, secretários, prefeito, bombeiros, dono do estabelecimento, etc…).

- Trazer para o ESTADO a responsabilidade e o direito de venda de bebida alcóolica ou seja, NINGUÉM pode abrir um isopor ou uma boate e sair vendendo álcool sem permissão, sob pena de ser preso;

- A prefeitura de Buenos Aires passou um trauma desses há uns 10 anos atrás (infelizmente eu estava lá) e criou uma legislação muito rígida para essas atividades, sugiro chamar alguém de lá para ajudar a formatar a nossa.

Pra finalizar, acredito que ninguém esta livre de tragédias mas, se tu tem cuidado e respeito pelo teu público elas podem ser menos trágicas. Não se pode negligenciar a segurança dele. ISSO É CRIME HEDIONDO !

TRISTE ! MUITO TRISTE ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário