quinta-feira, 7 de março de 2013

Brasília: Marcha e negociação da pauta trabalhista


Na quarta-feira estivemos em Brasília, participando da 7ª Marcha dos trabalhadores. Foi uma caminhada histórica, com número estimado em mais de 50 mil pessoas, marcando a reivindicação unitária das centrais sindicais pelas demandas originais da 2ª Conclat.

Líder nacional da Força Sindical, deputado Paulinho
Força RS em concentração com presidente nacional Paulinho
Ex-ministro do Trabalho Antônio Rogério Magri
A concentração começou cedo no Estádio Nacional Mané Garrincha. De lá, percorremos o Eixo Monumental, até a chegada ao Congresso Nacional, numa caminhada de mais de 3 horas, com a alegria, diversidade, e força de mobilização do povo brasileiro.

Gaúchos, baianas, todos pela pauta trabalhista
Comitiva gaúcha marcando presença na marcha


A concentração continuou em frente ao Congresso, onde no início da tarde fomos recebidos pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa e, mais tarde, pelo presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves. Os líderes mostraram-se à disposição para os debates da pauta conjunta, composta por 12 itens fundamentais para o avanço das condições de trabalho e desenvolvimento nacional.

Entrega da pauta no Senado
Pauta entregue na Câmara Federal


O encontro mais esperado só aconteceu à noite, quando apresentamos a pauta à presidente Dilma, que nada sinalizou em relação à grande maioria dos itens da pauta. O único avanço foi em relação ao diálogo da Convenção 151, mas a luta continua e nós não vamos nos entregar.

Discussão da pauta com Dilma
Juntamente de todos os dirigentes da Força Sindical-RS, agradeço a todos os sindicalistas do Rio Grande do Sul pela participação na 7ª Marcha a Brasília. Sabemos o esforço que cada um fez para estar em Brasília e apesar do forte calor, se mantiveram integrados com os demais companheiros durante a manifestação toda. Agora vamos seguir unidos para que a nossa reivindicação seja discutida e que possamos fazer nossa parte para um país com mais dignidade, emprego e renda. Força e fé!


Nenhum comentário:

Postar um comentário