terça-feira, 29 de outubro de 2013

Solidariedade no Estado

Em destaque no Jornal do Comércio desta terça-feira a estruturação dos novos partidos aqui no Rio Grande do Sul e o nosso trabalho com o Solidariedade.

 

 Para ler a matéria no site, clique aqui.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Leilão de Libra é traição nacional

O leilão do campo de petróleo do pré-sal de Libra, na Bacia de Santos, é uma traição aos interesses nacionais. O leilão transfere da Petrobras, do Brasil e dos brasileiros para as transnacionais talvez a maior riqueza da história do país.

Não fosse um “crime”, não haveria necessidade de invocar a Força Nacional de Segurança e colocar o Exército nas ruas. Libra é o maior campo petrolífero já encontrado na história do petróleo mundial, por isso alvo dos interesses multinacionais.

Avaliada em R$ 1,5 trilhão, com uma reserva estimada de 8 a 12 bilhões de barris de petróleo, trata-se do maior negócio envolvendo petróleo no mundo, atualmente. Para sintetizar, é a maior descoberta da Petrobras em 60 anos, equivalente a toda reserva de petróleo nacional conhecida até hoje.

Nas eleições passadas, a presidente Dilma disse em debates de televisão que seria “um crime tentar privatizar a Petrobras e ou o pré-sal”. A decisão de impor o leilão contra a vontade da sociedade brasileira, insurgindo-se contra os interesses nacionais, marca uma mudança fundamental nos rumos do atual governo.

Que a presidente Dilma cumpra sua palavra, ou então pagará caro nas urnas, nas próximas eleições. O Petróleo é Nosso!

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Frente Parlamentar em Defesa dos Comerciários



Foi lançada na manhã desta sexta-feira (18/10), na Assembleia Legislativa do Estado, a Frente Parlamentar gaúcha em Defesa dos Comerciários. A Força Sindical participou da solenidade, junto à Federação dos Sindicatos de Comerciários da central, a Fetracos-RS, e seus filiados, num ato que reforçou a luta e a unidade dos trabalhadores pelos avanços da categoria.

Participando da mesa da solenidade ao lado do líder estadual da Frente, deputado Raul Carrion (PCdoB), o vice-presidente da Fetracos, Dionísio Mazui, manifestou-se em nome dos trabalhadores comerciários representados pela Força Sindical. O dirigente sindical destacou a crise no diálogo com o governo, onde os trabalhadores são "preteridos das discussões e lembrados na hora do sacrifício" e afirmou a importância da iniciativa no legislativo.

"A Frente Parlamentar constitui uma ferramenta extraordinária de empoderamento dos trabalhadores comerciários para que se possa estabelecer parâmetros de interlocução no Congresso Nacional", declarou Mazui.

Em âmbito nacional, a frente foi lançada em Brasília no dia 21 de agosto, com apoio de 178 deputados e 21 senadores, constituindo a maior Frente Parlamentar do Congresso Nacional, liderada pelo deputado Assis Melo (PCdoB/RS). O parlamentar federal prestigiou a solenidade de instalação da frente gaúcha e reiterou o foco exclusivamente na defesa dos trabalhadores, em parceria com as entidades sindicais.



"A Frente é para defender os trabalhadores do comércio e procura avançar no ponto de vista dos direitos, não substituindo, mas agregando aos seus órgãos de representação", frisou o parlamentar.

O deputado alertou ainda para o momento de "transgressão dos direitos dos trabalhadores", afirmando que problema se acentua cada vez mais com a exigência de trabalhadores polivalentes e comentou ainda o andamento do PL 4330 no Congresso Nacional, que "não regulamenta a terceirização, mas desregulamenta o trabalho" e que carece de um fortalecimento ainda maior na articulação do movimento sindical e unidade dos trabalhadores.

Força Sindical-RS

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Demandas resolvidas

Com o engajamento das comunidades, dos órgãos públicos e seus trabalhadores, já conseguimos garantir várias melhorias para o dia a dia da população nos bairros e vilas de Porto Alegre. Confira aqui algumas das últimas:

Sinalização para redução de velocidade na vila São Judas Tadeu
Partenon, zona Leste
Remoção de entulho (bota-fora) 
Glória, zona Sul

Limpeza e conservação de passeio público na Vila Santa Clara 
Glória, zona Leste

Sinalização para redução de velocidade em área de risco de acidentes na Vila Leão 
Sarandi, zona Norte

Instalação de bueiro em ponto de alagamento na Vila Leão 
Sarandi, zona Norte

Limpeza de via pública na Vila Santa Clara 
Glória, zona Leste

Cercamento de pracinha na Praça Valneri Antunes 
Protásio Alves, zona Leste
Encaminhe já a sua demanda e vamos juntos construir uma Porto Alegre cada vez mais para todos!

Fale conosco

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

7 de outubro!

7 de outubro é um dia de lembrar e de agradecer. Há exatamente um ano, 10.675 cidadãos de Porto Alegre saíram de suas casas e foram até às urnas depositar seu voto de confiança em um projeto de uma cidade para todos, com dignidade para viver. Espero estar honrando este compromisso. Obrigado!

Solidariedade: Novo partido, com novas ideias!

O partido Solidariedade está legalmente organizado no Rio Grande do Sul, sob a coordenação política do vereador de Porto Alegre, Clàudio Janta, que deixou o PDT. Na semana passada, filiaram-se o deputado Cassiá Carpes, ex-PTB, o prefeito de Quaraí, Ricardo Gadret, também ex-PTB, o cantor nativista César Oliveira, dezenas de vereadores, de várias cidades e, em grande parte, de primeiro mandato em seus respectivos partidos, além de líderes sindicais, populares e estudantis. Segundo o vereador Janta, “o Solidariedade nasce com orientação de centro-esquerda, buscando garantir os direitos e os interesses dos trabalhadores e do povo nas decisões políticas”.

Na semana passada foi constituída a Comissão Provisória Estadual, sob presidência de Antero Vasques Alt Filho, integrada por 7 membros. O partido foi aprovado pelo TSE no dia 24 de setembro, por maioria de votos, vencidos os pedidos de impugnação – entre elas, a solicitada pelo PDT e indeferida pelo Ministro Gilmar Mendes. Até o dia 5 de outubro, em virtude do prazo legal eleitoral que exige um ano de filiação partidária para concorrer nas próximas eleições, filiaram-se vereadores e demais eventuais candidatos. Também de acordo com a legislação, até o dia 24 de outubro ainda poderão migrar os detentores de mandatos legislativos, sem perda dos referidos mandatos.

Em nível nacional, o partido Solidariedade, contabilizou 22 deputados federais e 1 senador, também oriundos de diversos estados e partidos, sob a liderança do deputado federal Paulo Pereira da Silva, ex-PDT de São Paulo. Já organizado em vários estados, o partido surge como uma nova força no Congresso Nacional, especialmente na Câmara dos Deputados. A partir de agora, o partido vai acelerar o processo de filiação, com adesão de novas lideranças e constituição de seus diretórios regionais e municipais.


Fonte: Solidariedade RS

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Programa Comando da Cidade

Na quinta-feira (03/10) participei do programa Comando da Cidade, da TV Urbana, onde conversei com o apresentador, Luiz Braz, sobre a criação do partido Solidariedade (SDD), articulação política e a minha pré-candidatura a deputado federal nas eleições de 2014. Comentei que, no Rio Grande do Sul, temos 38 vereadores filiados e sou o único oriundo do Movimento Sindical. A nível nacional o SDD conta também com 33 deputados federais filiados.




Quando o assunto das mobilizações foi posto em pauta, ressaltei que minha trajetória é forjada na luta sindical e que minha primeira greve foi em 1979, e outra em 11 de julho deste ano. Na Câmara de Vereadores assinei a moção de apoio aos comerciantes e em repúdio a intervenção do governador, que foi tardia demais e muitos comerciantes não conseguiram reabrir as postas dos seus empreendimentos após as depredações!