segunda-feira, 2 de março de 2015

Às ruas dia 15 de março

A vaca tossiu, está indo para o brejo e provavelmente ficará atolada. Não tem vaqueiro que salve. 

A presidente Dilma afirmou há menos de 6 meses que resolveria todos os problemas dos roubos e desvios da Petrobras. O que se viu, ao contrário, foi o aumento da gasolina e do diesel, que elevaram o frete automaticamente, aumentando o preço dos produtos. Aí se vê protesto de caminhoneiros, com toda a razão, como nós todos devemos fazer no dia 15. A luz vai subir mais 27%, o governo apresenta projetos ceifando direitos trabalhistas e segue mentindo com apoio de uma imprensa comprada. 

Governistas, velhos cães de guarda esquerdistas, que partem da premissa da propaganda nazista que diz que "uma mentira repetida mil vezes se torna verdade", mentem descaradamente, prometendo a taxação das grandes fortunas e o fim do Fator Previdenciário. A vaca segue tossindo, só que o vaqueiro não vai afrouxar os arreios nem as esporas. 

O movimento sindical vai combater as Medidas Provisórias 664 e 665, a redução do reajuste do Imposto de Renda, o aumento da luz, do IPI das indústrias e a taxa de juros. Vai seguir brigando pelo fim dos cortes nos benefícios sociais e na educação, onde por exemplo, foram cortadas 64,6% das bolsas para ciência. Tiraram os repasses do Pronatec e o ministro Levi diz que tudo isso é uma piada. Piada é o que esses idiotas e imorais fazem conosco, o povo trabalhador brasileiro. 

Às ruas, parques, feiras e praças dia 15, para trazer o governo de vez para os trilhos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário