sexta-feira, 10 de abril de 2015

Polêmica sobre sacralização de animais no Porto Alegre em Debate

Nesta manhã participamos do debate da TV Câmara, com o apresentador Claiton Fortunato, a respeito dos projetos que visam a proibição da sacralização de animais em cultos religiosos. Participaram conosco o vereador de Canoas e líder religioso Paulinho de Odé, o vereador Rodrigo Maroni e a ativista da causa animal Gelcira Teles.

Defendemos que a questão receba um debate mais amplo. A sacralização é parte de uma grande festa religiosa, onde o animal é abatido, oferecido, temperado e consumido. Assim como outros alimentos tradicionalmente oferecidos nas casas de religião, como merengue, doces, frutas. Proibir animais é o mesmo que proibir qualquer pessoa de fazer um churrasco na sua casa. E pior, proibir exclusivamente os religiosos é reforçar um estigma que a população de matriz-africana tenta até hoje derrubar, reforça os preconceitos.

Tenho formação religiosa católica, mas frequento outros diversos cultos religiosos para compreender. E em relação às religiões de matriz africana, é fato que querem silenciar os tambores. Porto Alegre tem mais terreiras que Salvador, são pessoas com uma cultura que deve ser respeitada. Pessoas que, inclusive, como espiritualistas, prezam pelo bem-estar animal. Quem não preza por isso é quem alimenta a indústria do patê do foie-gras, do caviar, dos cosméticos, da bolsa de couro.



O programa deve ir ao ar na próxima semana, na TV Câmara, canal 16 da Net. Acompanhe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário