segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Dia do Nutricionista

No dia 31 de agosto comemoramos o Dia do Nutricionista! A Associação Brasileira de Nutricionistas foi criada neste mesmo dia, no ano de 1949, e por isso é celebrado nesta data. Atualmente, a associação chama-se Associação Brasileira de Nutrição, a Asbran.

Parabéns a todos os profissionais da nutrição que, com seu conhecimento e trabalho, contribuem para uma vida mais saudável!

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Dia do Psicólogo

Hoje é dia de parabenizar os profissionais que se dedicam a desvendar os fenômenos da mente e do comportamento, com o objetivo de orientar os indivíduos a enfrentar suas dificuldades emocionais e ajudá-los a encontrar o equilíbrio entre a razão e a emoção. Parabéns a todos os psicólogos pelo seu dia!

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Simplificando o projeto que transfere desfiles para o Porto Seco

O PL 021/2015, que transfere os desfiles para o Porto Seco, tem rendido algumas polêmicas desnecessárias e até comentários absurdos. A iniciativa não foi idealizada com o objetivo de deslocar festas populares da cidade, mas sim de qualificar o uso e a estrutura que compreende o Complexo Cultural do Porto Seco. 

Formulamos esse guia explicativo para sanar dúvidas, reforçando que NÃO visamos interferir na realização de eventos como o Carnaval de Rua da Cidade Baixa, nem deslocar o Acampamento Farroupilha e muito menos proibir a circulação de cavalos no Harmonia. Qualquer dúvida, estou à disposição!


Acima das divergências, a união da nossa luta

A pluralidade está e sempre esteve mantida na Força Sindical, apesar das tentativas de distorcer e de contestar esta máxima. Prova disto, é a nota emitida pelo secretário-geral da Central, que manifesta uma posição estritamente pessoal, que não representa o pensamento democrático e suprapartidário da Força Sindical.

A Força Sindical sempre recebeu a todos os presidentes da Câmara Federal, assim como outros representantes dos mais diversos segmentos, linhas de atuação e siglas partidárias. Não seria diferente com Eduardo Cunha, especialmente enquanto têm sido colocados em pauta vários projetos de relevância para os trabalhadores, onde destaca-se, inclusive, a conquista da correção dos depósitos do FGTS, capitaneada pelo deputado Paulinho.

Em meio a tantos ajustes, cortes e achacamentos promovidos pelo governo, a aprovação da medida na Câmara representa uma das maiores vitórias da classe trabalhadora neste ano. Se passar pelo Senado, deve configurar, a partir de 2016, a correção de 4% mais TR; depois, no segundo ano, de 4,75% mais TR; no terceiro ano, de 5,5% mais TR; e no quarto ano, em 2019, pelas mesmas regras da poupança, chegando a 6,5%, mais TR.

O reconhecimento aos esforços que proporcionaram um cenário favorável à aprovação desta medida, que pode ser a única em um período já extenso, é natural, válido e legítimo. Neste caso, Juruna está isolado em sua posição e na contramão das ideias e do caráter de pluralidade da Força Sindical. Pluralidade esta, que, por vezes, não se faz presente, quando decisões são tomadas e acordos são firmados sem o diálogo merecido junto às próprias bases. Nossa posição, tampouco permite qualquer defesa do governo, muito menos um sindicalismo de conivência e chapa branca – papel que, aliás, já é bem desempenhado por outros.

Não há "racha" na Força Sindical e isso deve ficar bem claro a todos, tanto quanto o fato de que prezamos pela liberdade, pelo diálogo e pela construção conjunta dentro de todas as nossas batalhas até hoje. Divergências fazem parte do processo, mas, acima delas, sempre estará a união que move a nossa luta, que é pela garantia de direitos para os trabalhadores.

*Nota publicada no site da Força Sindical-RS.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Dia do Soldado

Hoje é Dia do Soldado, esta data celebra o trabalho dos soldados do Exército Brasileiro, que trabalham e luta pela proteção da Nação. Meus parabéns a todos!

No Brasil, o serviço militar é obrigatório desde 1908. Todo homem com 18 anos de idade deve se alistar no Exército Brasileiro, na Marinha ou Aeronáutica, que pertencem ao Ministério de Defesa do Brasil.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Dia do Artista

Hoje o dia é dedicado ao artista. Toda pessoa que dedica sua vida ou parte dela à arte, seja ela de forma escrita, encenada, pintada, fotografada, esculpida ou de qualquer outra forma que deseje expressá-la são considerados(as) artistas. Estas pessoas fazem da arte muito mais que sua profissão, fazem dela um modo de vida. Parabéns!


quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Taxistas passam contrato a limpo e frota volta a operar com GPS

A partir desta segunda-feira (17/8), a instalação do sistema de GPS na frota de táxi de Porto Alegre será retomada, com o aval dos trabalhadores. O serviço havia sido suspenso no dia 20 de julho, após reunião na Prefeitura Municipal de Porto Alegre, onde ficou constituído um Grupo de Trabalho para revisão do contrato, composto por representantes da EPTC, Brigada Militar, Câmara Municipal e entidades de representação dos taxistas.
Taxistas foram recebidos na Câmara Municipal
para abrir diálogo com a prefeitura e a EPTC
Após 10 reuniões do GT, foi estabelecido um novo contrato para a prestação do serviço e definidos ajustes para garantir o bom funcionamento do rastreamento. Dentre os avanços, está a garantia de um convênio entre a EPTC e a Secretaria de Segurança Pública para atender chamados do botão de pânico, que era uma das demandas dos taxistas, assim como a interrupção da cobrança pelo serviço de GPS enquanto não operasse corretamente e a criação de infraestrutura adequada, por parte da Show Tecnologia, para o atender os taxistas.

A conquista só foi possível graças à mobilização dos taxistas e aos esforços dos poderes Executivo e Legislativo para garantir que fossem criados os canais necessários para solucionar o impasse. Conseguimos avançar no que foi demandado, desde as reivindicações das entidades como a Aspertáxi, Sintaxi e Asstáxi, construindo junto com lideranças como o Walter Barcellos, Toninho do Táxi, Miro Brazeiro e Adriano Santana. 

Acompanhamos os trabalhadores nas negociações,
reivindicando suspensão das cobranças e revisão do contrato
A união da categoria, em conjunto com a representação que nos deram nas urnas e a Prefeitura, permitiu que fosse aberto o diálogo e que fosse revisado o contrato. Agora, a mobilização segue, para que haja a implementação do Seguro de Vida garantido aos trabalhadores no Artigo 17 da Lei Municipal 11.582/2014.

Para viabilizar a implantação do sistema de monitoramento, foi antecipado o horário da bandeira 2, das 22h para as 20h. Até agora, dos 3.920 veículos da frota, 3.326 já contam com GPS. Com a retomada do serviço, o restante dos equipamentos serão instalados e, durante o período de suspensão, não será cobrada taxa de gerenciamento.


Está prevista para novembro uma nova auditoria, por parte da EPTC, para verificar o desempenho do sistema. No mesmo mês, uma audiência pública deve ser realizada pela Cuthab para avaliar, junto aos taxistas, a solução dos problemas apontados e o cumprimento do contrato.


O que muda:


Revisão do contrato garante cláusulas justas para os contratantes e a contratada


Convênio entre a EPTC e a Secretaria de Segurança Pública para atender chamados do botão de pânico


Reestruturação da sede da Show Tecnologia (Av. Brasil, 191), para atender simultaneamente quatro veículos

Dia do Historiador

Hoje é dia de prestar nosso reconhecimento e parabenizar os estudiosos da história, que se dedicam a estudar e perpetuar o conhecimento.

Parabéns, historiadores! Como diria o português Agostinho da Silva, que o passado siga sendo descrito, o presente criticado e o futuro projetado.


terça-feira, 18 de agosto de 2015

Dia do Estagiário

Hoje é dia de parabenizar profissionais que estão trilhando o início da vida profissional, desempenhando com comprometimento e responsabilidade as mais diversas funções nas empresas, instituições públicas e governos. Parabéns, estagiários!

sábado, 15 de agosto de 2015

Nossa Senhora da Saúde

Neste sábado, 15 de agosto, celebramos o Dia de Nossa Senhora da Saúde. Tradicionalmente invocada pelos doentes, a santa tornou-se particularmente cultuada a partir dos finais do século XVI, sendo-lhe atribuída a intervenção miraculosa que levou ao fim de vários surtos de peste ocorridos em Portugal. Em sua honra, nas povoações libertas da doença, foram construídas capelas e igrejas.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Dia do Cardiologista

Hoje é dia de prestar nosso reconhecimento e homenagem ao profissional que, cuidando do coração, zela pela vida. 

Parabéns a todos os Cardiologistas pelo seu dia!


quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Dia do Economista

Hoje comemoramos o Dia do Economista! Nossa homenagem aos profissionais que decifram os números que movem o mundo e que não poupam esforços em busca de soluções para um país mais justo no âmbito econômico. Parabéns!

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Dia 16 é dia de povo na rua!

No próximo domingo o povo volta às ruas em protesto contra as políticas do governo que têm sangrado cada vez mais os trabalhadores em nome da crise. Queremos um Brasil que volte a investir nos brasileiros, em quem constrói e move este país com o seu trabalho. 

Menos exploração do povo em prol do sistema financeiro e especulativo e mais respeito aos nossos direitos. No dia 16, vamos às ruas!


Dia do Advogado

Hoje também é dia de parabenizar os profissionais que atuam em nome da lei e em favor da justiça. No dia 11 de agosto se comemora o Dia do Advogado.

A escolha da data remete ao dia em que foram instituídas, no ano de 1827, as duas primeiras faculdades de Direito do Brasil: a Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo, e a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco.

Parabéns a todos os profissionais do direito!


segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Dia dos Pais pela metade

O último domingo, Dia dos Pais, era para ter sido um dia especial para mim, junto ao meu pai e meu filho, mas teve um sabor amargo, assim que li um jornal da última semana, que reportava o caso do rapaz assassinado em Charqueadas e a entrevista com aquele pai, que viu o filho ser assassinado, sem poder fazer nada. É impossível não se colocar no lugar deste pai, que se sentiu incapaz, completamente impotente, diante da barbárie que levou a vida do seu filho. Ninguém merece tamanho castigo, pai nenhum deveria se encontrar numa situação dessas, da dor que este homem sentiu no dia de ontem e naquele dia, vindo para Porto Alegre, tentando salvar a vida do próprio filho. Fica o registro da nossa solidariedade a este pai.


domingo, 9 de agosto de 2015

Dia dos Pais

Hoje é o dia deles! Os heróis de cada um de nós, que têm nos filhos uma verdadeira missão de amor. 

Um feliz Dia dos Pais!

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

O Rio Grande do Sul tem saída

O parcelamento dos salários e o comprometimento da prestação dos serviços públicos materializou de vez a crise vivida pelo Rio Grande do Sul. A saída, mais do que nunca, demanda soluções urgentes e ações práticas, que viabilizem um alívio à delicada situação financeira do Estado, sem sacrificar os trabalhadores, sobretudo àqueles que são os responsáveis pelo funcionamento da estrutura pública.

Precisamos levar em conta que a crise estrutural do Rio Grande do Sul não se deve apenas aos problemas relacionados às finanças públicas, mas, também, à crise de gestão e problemas do processo de desenvolvimento regional. Ao longo dos anos, diversas alternativas foram apresentadas, mas os fatores políticos da nossa “síndrome de grenal” impediram a implementação das ações necessárias para sanar estas questões.

Baseado no consenso político, o “Pacto Pelo Rio Grande”, elaborado pela Assembleia Legislativa em 2006, manifestava a necessidade de pacificação das forças políticas e defendia a atuação do Estado em três frentes: o enfrentamento do déficit estrutural e da crise financeira, a modernização da gestão pública e o desenvolvimento de estratégias de desenvolvimento econômico, social e ambiental. Construídas por forças políticas antagonistas, estas frentes resumem o que o Estado precisa neste momento.

Para o enfrentamento do déficit estrutural e da crise, é preciso que, primeiramente, haja a verificação dos créditos da dívida ativa do Estado, que passa dos R$ 30 bilhões. São ICMS, IPVA e uma série de tributos que o Estado deixou de recolher, que precisam ser verificados e recolhidos dos devedores.

Uma das primeiras medidas de ajuste que devem chegar à Assembleia Legislativa trata do reajuste da alíquota do ICMS de 17% para 18%. Uma alternativa impopular, que demanda a contribuição coletiva do povo gaúcho em um momento de crise, configurando uma espécie de concessão, e que precisa ser tratada como tal.

Somos, por origem e essência, contrários ao aumento das tributações por entendermos que a elevação da inflação e das taxas de juros já têm pressionado os salários, refletido no poder de consumo e nas expectativas de aumento real. Entretanto, frente à incerteza do bem-estar coletivo e buscando antecipar um mergulho ainda mais profundo em uma crise que inviabilize, além da prestação dos serviços essenciais, a atração de investimentos vitais para o Rio Grande do Sul, a elevação do ICMS pode configurar uma alternativa sólida.

O Solidariedade acredita que o aumento do ICMS só será válido e justo, se tiver a duração pré-definida de um período de 2 (dois) anos. Após, deve ser reduzido para uma alíquota de 16%, compensando e condicionando o aumento do ICMS a uma antecipação de receita. Assim – e somente nestes termos –, vamos defender que este caminho seja tomado.

Com a antecipação do ICMS, aliada ao resgate dos créditos da dívida ativa, o Estado atingiria um aumento da receita, possibilitando o pagamento em dia dos salários dos servidores, em especial, aos policiais militares e civis, aos servidores da saúde e aos professores, garantindo a dignidade dos trabalhadores da estrutura estatal.

Além de garantir a receita para o pagamento dos salários, é preciso manter o foco na gestão da modernização administrativa, baseada na descentralização e em uma estrutura enxuta e funcional. Assim, são reduzidos custos de transportes e diárias e, ao mesmo tempo, aproxima-se a estrutura estatal da população, aumentando a sinergia Estado – Sociedade.

Por fim, uma estratégia de desenvolvimento econômico, social e ambiental, a partir do desenvolvimento regional, possibilitaria a garantia da geração de riqueza no Estado, fortalecida por uma modernização administrativa, garantindo assim a melhoria das finanças públicas estaduais e o consequente aumento da arrecadação tributária. Ao mesmo tempo, é preciso alinhar os poderes Judiciário e Legislativo à realidade financeira do Estado, decretando congelamento de ajustes ou instituindo, a partir de agora, a variação do PIB como referência.

Para tanto, é necessário encarar o momento atual como uma nova Revolução Farroupilha, que deverá unir os gaúchos, independente de sua ideologia, para combater a espoliação que o nosso povo sofre com o pagamento de uma dívida pública injusta, que nos empobrece e atua para nos dividir ainda mais. Precisamos discutir com a população se estamos dispostos a abdicar dos nossos diretos sociais e econômicos para pagar a União, que tem explorado o Rio Grande do Sul ao longo dos anos. É hora de o Rio Grande exprimir seu espírito solidário e enfrentar a crise com coragem e responsabilidade.

*Nota publicada no site oficial do Solidariedade-RS

OP expõe dificuldades na Saúde em Porto Alegre

Participamos na noite de ontem da Assembleia Temática de Assistência Social e Saúde, do Orçamento Participativo, e presenciamos um desabafo que toda a população de Porto Alegre deveria ter escutado, do prefeito Jose Fortunati​, sobre os repasses devidos pelo Estado e União para a Saúde do Município. Há muito tempo alertamos para este fato na tribuna, comprovado pelo aumentado da demanda, do número de ambulâncias que chegam a Porto Alegre, das filas e da espera para consultas, leitos e acesso, cada vez mais difícil, ao bem maior, que é a vida. 

Aprovamos, por dois anos consecutivos no Orçamento, a verba para ampliar o atendimento nos Postos de Saúde, pelo menos até as 22 horas, em atenção à política que busca a implementação dos Postos de Saúde 24h. Isso servia que serviria para desafogar as emergências e a demanda hospitalar, mas, para que se torne realidade, é necessário que União e Estado façam repasses. 

A fatia da Saúde no bolo orçamentário, não pode ser reduzida. Não estamos falando de transporte, de estádios, de obras viárias. Estamos falando de vidas! De um repasse fundamental para o funcionamento dos hospitais, dos Postos de Saúde, da contratação de servidores, para melhores condições de trabalho e acesso. Foi comovente o relato do prefeito José Fortunati e concordamos que a questão da crise não pode servir de guarda-chuva para justificar o descaso com a Saúde.


segunda-feira, 3 de agosto de 2015

A vaca já está roxa de tanto tossir. Dilma, volta para o trilho!

Hoje o Impostômetro registra mais de R$ 1,186 trilhões de impostos arrecadados no Brasil desde 1º de janeiro de 2015. Enquanto isso, o trabalhador que já é tributado em todo e qualquer produto ou serviço que consuma, o trabalhador que recebe a partir de R$ 1.700 que já tem imposto retido na fonte, que enfrenta uma taxa Selic reajustada em 14,25%, agora precisa engolir uma Medida Provisória do governo federal, abrindo mão de 30% do seu salário em nome da preservação do seu emprego. Os trabalhadores devem entregar o seu suor a um governo que não honra mais de R$ 1 trilhão de impostos, que não cumpre suas metas, que se esconde atrás da mentira do pré-sal que ninguém nunca viu e que, se existisse, não deixaria o Brasil na situação que está hoje, contraindo empréstimos com a China.

Em vez de taxar as grandes fortunas, a presidente Dilma lança um pacote onerando os trabalhadores. Os grandes não quitam sua dívida com este país, os grandes, são beneficiados. Olha quanto ganharam os bancos, de juros, no primeiro trimestre! São os únicos que tiveram lucros, se justificando com o "Custo Brasil". Mas o Custo Brasil é o que o trabalhador sente cada vez que vai ao supermercado, a cada semana, a cada dia!

A vaca não para de tossir, e ainda falam que há articulação golpista. Mas volte para o trilho, presidente! Se a senhora estiver ao lado dos trabalhadores, ninguém vai querer tirá-la de lá. Quem traiu a confiança dos trabalhadores, quem mentiu, sim, foi tirado de lá pelo povo, que já tem data para ir às ruas, no próximo dia 16. Volta para a luta, presidente!

Sartori deve cobrar de quem deve ao RS, não sangrar o povo gaúcho!

Neste retorno da Câmara Municipal de Porto Alegre às atividades normais após o recesso, utilizei na tribuna o tempo de liderança do Solidariedade para pedir desculpas, em nome do partido, aos nossos candidatos e a todo o povo gaúcho, em especial aos servidores estaduais, trabalhadores da segurança pública e professores, por termos apoiado e pedido o voto de confiança no 2º turno das eleições ao governador José Ivo Sartori.

Em nenhum momento imaginamos que Sartori, eleito governador, instalaria um governo de corte de salários, que se furtaria até de alertar os servidores a respeito de uma política como essa. Não imaginamos que, depois de sete meses, já estaria calculando os aumentos de ICMS, das alíquotas das telecomunicações, energia elétrica e combustíveis, previstos na pauta da Assembleia Legislativa, ou que estivesse pensando em vender o Banrisul, a CEEE e a Corsan.

Se o parcelamento dos salários era um risco desde o início do mandato, o governador não deveria ter feito o que fez até agora, aumentando salários dos deputados, do judiciário e o seu próprio. Não deveria ter se calado e tirado dos seus colaboradores em vez de trabalhar saída junto aos seus credores e cobrar seus devedores. Que não ficasse choramingando uma saída para o Rio Grande do Sul, porque saída ele tem. Quando devemos para um banco, um cartão de crédito, dizemos "basta", jamais sacrificamos a nossa família em nome da dívida.