sábado, 31 de dezembro de 2016

Feliz 2017!

Tá chegando a hora! O ano novo vem raiando e o meu desejo para todos nós é que tenhamos muito mais motivos para celebrar. Que a gente possa viver dias melhores e, pra isso, que sejamos capazes de mudar primeiro a nós mesmos, melhorando as nossas atitudes em relação aos outros e aos nossos próprios sonhos. Que o ano novo seja símbolo de energia nova e nos impulsione para seguir lutando e buscando todos os nossos objetivos!

Um feliz 2017 a todos(as)!


sábado, 24 de dezembro de 2016

Direitos garantidos e trabalho fortalecido

A minirreforma trabalhista chega para contemplar uma parte dos anseios dos trabalhadores brasileiros. Ainda que às vésperas do final de 2016, as mudanças são importantes e positivas.

Um dos pontos de maior impacto é que as negociações coletivas dos trabalhadores com as empresas, por meio dos sindicatos, passam a prevalecer sobre a legislação, o chamado “negociado sobre o legislado”, que pode definir, entre outras medidas, o parcelamento das férias em até três vezes, com pelo menos duas semanas consecutivas de trabalho entre os períodos de férias; ficará mantida a jornada padrão de trabalho de 44 horas semanais com a possibilidade de pagamento de mais quatro horas extras, podendo chegar a 48 horas por semana, não mais que isso.

A maior parte das medidas é benéfica às categorias, pois facilita as negociações entre patrões e empregados, dando força a ambas as partes, além de aumentar o diálogo e possibilitar uma melhor relação entre trabalho e capital. Afinal, não faz sentido a legislação que rege um trabalhador da segurança ser a mesma de um publicitário.

Outro item de destaque é a permissão para flexibilizar o horário de almoço, que hoje é de uma hora. Pela proposta do governo, esse tempo poderia ser diferente, desde que fosse de, no mínimo, 30 minutos, o que para quem trabalha em horários de turno de revezamento, o intervalo era de uma hora, e os empregados trabalhavam de segunda a sábado. Com a possibilidade de reduzir o intervalo, o trabalhador poderá trabalhar um sábado sim, outro não. Através da Força Sindical já havíamos pedido a redução do intervalo, mas a Justiça sempre barrava, exigindo mínimo de uma hora. Agora isso muda, para melhor.

O conteúdo divulgado pelo Ministério do Trabalho sobre o Programa Seguro e Emprego (PSE) também contempla a pauta das negociações entre o governo e as entidades em torno da modernização das relações trabalhistas. O programa estabelece que as empresas podem reduzir até 30% da jornada e do salário do empregado, e o governo banca metade do valor correspondente ao trabalhador.

Esta é a sinalização positiva do governo, que dá um passo em direção à valorização da negociação e à garantia dos direitos trabalhistas no momento em que o trabalhador vai poder definir como quer usufruir suas conquistas. Além disso, representa um resgaste ao crescimento, mais flexibilidade e segurança jurídica aos contratos de trabalho, o que tende a estimular as contratações e a recuperação da economia.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Calamidade no final de ano dos trabalhadores

Este ano a população gaúcha terá um Natal um pouco mais amargo. As dificuldades que a economia enfrentou durante todo 2016 também serão percebidas nas festas de final de ano. A expectativa é que a comercialização de presentes seja inferior à verificada em 2015, no Rio Grande do Sul e em Porto Alegre.

Fatores como inflação, juros altos e desemprego resultarão em uma diminuição das vendas. Junto a isto, acontece a votação do pacote de maldades para a reestruturação do Estado, enviados pelo governo José Ivo Sartori. A situação não foi sanada nem mesmo com a renegociação da dívida, o corte de despesas, o parcelamento do salário do funcionalismo e a falta de perspectiva para o pagamento do 13º salário. Segundo o governo, serão demitidos entre 1,1 mil e 1,2 mil servidores – entre efetivos e cargos de confiança. Além do impacto no patrimônio do povo gaúcho, que deverá ser algo sem precedentes na história do nosso Estado, fica o descaso com os trabalhadores e suas famílias.

Este clima de insegurança reflete diretamente na queda das vendas para as festas de final de ano. A Confederação Nacional do Comércio (CNC) indica que 2016 vai fechar o seu período com 3,6 milhões de desempregados A MAIS do que em dezembro de 2015. Diante disto o governador Sartori ainda pretende ajudar a elevar este número - que já é alto o suficiente para causar preocupação e uma verdadeira calamidade socioeconômica.

Nesta atitude tardia e equivocada, o pacote visa a extinção da Companhia Rio Grandense de Artes Gráficas (Corag), que nos últimos sete anos teve lucro médio de R$ 9 milhões e, entre 2012 e 2016, repassou para os cofres do Estado R$ 55,2 milhões. Só quem pode se beneficiar com esta extinção é o setor privado. Outro exemplo é a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos do Estado (FDRH), que está no rol de instituições que podem ser extintas, apesar de gerar lucro de 12 vezes mais e efetivar políticas públicas como inclusão de jovens no mercado de trabalho.

O desgoverno de Sartori traz projetos que destroem a administração pública e, como uma bomba, que atinge em cheio aos servidores corroendo os seus sagrados direitos salariais, determina o fim das suas atividades, ampliando o flagelo do desemprego.

Para fazer com que a economia se recupere, o governo tem de reavaliar seus conceitos e não optar por aumentar o desemprego nem promover cortes em áreas essenciais. Na verdade, a crise financeira do Estado vai fazer penar muitas famílias de trabalhadores e deixar apenas o desejo de que o próximo ano seja mais próspero.


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Na Tribuna: Sobra na Matriz, falta na vila

Enquanto estamos em sessão na Câmara Municipal, na praça da Matriz o clima é de tensão no protesto dos servidores que acompanham do lado de fora da Assembleia o início da votação do pacote do governo Sartori. É impossível deixar de perceber a força do efetivo que o Estado mobiliza no intuito de reprimir e que o mesmo não acontece quando o assunto é segurança. Porto Alegre continua vivendo dias de medo, violência e morte. Cenas de barbárie seguem sendo repetidas diariamente nas periferias. Pais perdem filhos para a guerra que continua acontecendo, trabalhadores perdem emprego por medo de passar do horário de voltar para casa, unidades de saúde de referência, como os Pronto-Atendimentos da Cruzeiro e Bom Jesus ficam sitiadas com frequência. A Força Nacional, designada para este fim, acabou vindo a passeio em vez de cumprir essa, que seria atribuição da Brigada Militar - que não tinha armamento, nem contingente. Não é o que se vê nas últimas semanas, por isso o apelo: polícia nas ruas sim, mas não na praça da Matriz, a serviço do governo. Polícia nas ruas a serviço da sociedade, para proteger a vida do cidadão!


sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Posse do Conselho do Orçamento Participativo

Foram empossados, na noite da última quinta-feira, os 92 conselheiros do Orçamento Participativo, que representarão as temáticas e regiões na gestão 2016/2017. A cerimônia foi realizada no Centro de Eventos na Casa do Gaúcho, com a presença do prefeito eleito, Nelson Marchezan Jr. 




Parabéns a todos os representantes que assumem esta importante missão de representar as demandas reivindicadas pela população de Porto Alegre, escolhidas mediante o voto popular. Que possamos, através do Legislativo, seguir atuando em sintonia para melhorar o dia a dia na nossa cidade!


Diplomação dos vereadores de Porto Alegre

Hoje à tarde acontece a diplomação dos vereadores eleitos, que marca a renovação do nosso mandato. É com muita honra e com a confiança da população de Porto Alegre, que vamos seguir trabalhando por uma cidade com mais saúde, educação, segurança e serviços de qualidade para os trabalhadores e suas famílias!



Dica Cultural: Ânima Cia de Dança

A II Mostra de Artes Cênicas e Música do Teatro Glênio Peres, da Câmara Municipal de Porto Alegre, encerra com apresentações da Ânima Cia de Dança, nesta sexta-feira e no sábado, a partir das 20h. Serão apresentadas oito coreografias da companhia, que está em atividade há 25 anos. Os ingressos podem ser retirados gratuitamente na seção de Memorial da Câmara ou no saguão do teatro uma hora antes do espetáculo.

Quando: 16 e 17 de dezembro
Horário: 20 horas
Local: Teatro Glênio Peres (2º andar da Câmara Municipal de Porto Alegre)
*Entrada pelo pórtico lateral, na rua Ibanor José Tartarotti.

Coreografias:

Solitude (1989) – Luciana Paludo
Ser animal (1993) - Eduardo Severino
Caixa de Ilusões (1994) – Mônica Dantas
De um a CINCO (2001) – Duo Viviane Lencina e Luciano Tavares
Trio: Renata de Lélis, Lícia Arosteguy e Viviane Lencina
Tão longe, tão perto, tão perto, TÃO... (2008) – Renata de Lélis e Viviane Lencina
Acuados (2016) - Emily Chagas
Limites (2016) - Alex Vidaleti e Viviane Lencina

Ficha técnica

Direção: Eva Schul
Bailarinos criadores: Alexsander Vidaleti, Eduardo Severino, Emily Chagas, Luciana Paludo, Luciano Tavares, Lícia Arosteguy, Mônica Dantas, Renata de Lélis, Viviane Lencina
Trilhas sonoras originais: Antônio Villeroy, Ricardo Severo, Guenther Andreas e Felipe de Paula
Desenho e operação de luz: Guto Greca
Operador de som e imagens: Eduardo Essarts
Produção: Renata de Lélis e Viviane Lencina
Assessoria de Imprensa: Creuza Barreto
Arte Gráfica: Lícia Arosteguy
Assistentes de produção: Adriele Teixeira, Fellipe Resende, Pedro Dantas e Richard Salles
Fotos: Jorge Bueno e Lícia Arosteguy
Realização: Ânima Cia de Dança


terça-feira, 13 de dezembro de 2016

13 de dezembro

Hoje é dia de homenagear àqueles que, literalmente, colocam a mão na massa para transformar projetos em realidade e que constroem, com as próprias mãos, as moradias, edificações e as tantas estruturas que utilizamos todos os dias. Parabéns aos pedreiros pelo seu dia.


Seja nos mares ou em terra, eles se dedicam a nos proteger e recebem hoje a nossa homenagem. Parabéns aos marinheiros pelo seu dia!



segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Propostas que interessam a quem?

A última notícia sobre as novas medidas que estão sob análise do governo federal traz à tona mais incertezas. Uma trata sobre a permissão para que os trabalhadores usem o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para quitar as dívidas. A outra é sobre liberar os recursos dos depósitos compulsórios para refinanciamento de dívidas de pessoas físicas e jurídicas. 

São medidas totalmente infundadas que surgem em um momento caótico da economia brasileira somente para aumentar ainda mais o privilégio do capital especulativo dos bancos. 

Certamente estas medidas também não levam em consideração o crescente nível de desemprego – atualmente estimado em 12 milhões. Permitir o uso do FGTS para pagar dívidas embute o risco de o trabalhador ficar sem uma reserva financeira futura, muitas vezes assegurado com o resgate do FGTS em momentos de necessidade, como doença grave ou desemprego. No entanto, empréstimo de banco não é direito social básico. Seria uma inversão de valores na solução do endividamento dos consumidores.

Mais parece que o propósito do governo federal é jogar o peso da crise sobre os assalariados, favorecer os rendimentos do capital financeiro especulativo investido no Brasil, que representa uma ínfima camada da população. 

A crise atual do país permanece enraizada na fraqueza econômica, refletida na perda da confiança dos investidores e a depreciação acentuada do dinheiro. Mas o caminho para o Brasil voltar aos trilhos não é privilegiar os banqueiros e os detentores do capital. A atenção precisa ser totalmente voltada à aplicação de medidas que reduzam os juros, tragam mais incentivas para a indústria nacional, a agricultura familiar, o setor primário, estimulem a produção e o consumo. Assim a economia cresce e consequentemente gera mais empregos e cria condições para que o Brasil se revigore. 

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Dica Cultural: Livro "O Dentro-Fora dos Muros da Escola"

A Dica Cultural desta semana é o livro "O Dentro-Fora dos Muros da Escola", que aborda os limites e possibilidades de efetivação da Política Educacional, a partir da relação estabelecida com os adolescentes e suas famílias no espaço da escola pública. A obra, escrita pela assistente social porto-alegrense Daniele Rocha Rodrigues, apresenta um estudo exploratório sobre o tema, que discute o papel da escola frente às transformações sofridas pela sociedade e pela família, defendendo a adoção de ações que façam com que as instituições contemplem estes aspectos, qualificando a educação pública.

Dia do Fonoaudiólogo

Comunicação, autoestima e integração. Tudo isso faz parte da missão destes profissionais. Parabéns a as fonoaudiólogos pelo seu dia!


quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Na tribuna: Parcelamento do décimo terceiro é inconstitucional

Com a presença de servidores municipais que acompanham a sessão desta tarde, o plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre segue discutindo a tentativa da Prefeitura de parcelar o 13º dos municipários - algo que não deveria ser nem cogitado, por ser inconstitucional. Reforçamos na tribuna o nosso compromisso com os trabalhadores e o repúdio ao projeto, que além de desrespeitar um direito dos trabalhadores, transfere a responsabilidade para outro governo. 

Se era iminente a falta de dinheiro para pagar a folha, por que a Prefeitura de Porto Alegre não assumiu a responsabilidade, propondo a redução de secretarias ou de CCs? Por que não fez como os trabalhadores, que no momento de crise são obrigados a economizar, cortar gastos e manter a casa funcionando com o essencial? 

Os servidores são essenciais ao funcionamento dos serviços públicos, na saúde, na educação e em todos setores que são realmente sentidos no dia a dia da população. Devem ser tratados como prioridade e é isso que vamos exigir na tribuna, na CCJ e em todos os espaços necessários para um desfecho digno e justo.


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Reforma que reforça o desequilíbrio na balança da Previdência

Depois da apresentação da proposta de reforma da Previdência Social, encaminhada pelo governo federal ao Congresso Nacional nesta semana, os sentimentos de incerteza e expectativa que pairavam sobre os trabalhadores deram lugar a frustração e indignação. Mais uma vez, nos vemos diante de uma medida que pulveriza direitos, iguala os desiguais e pune a todos os contribuintes.

Pelas novas regras apresentadas, a maior parte da massa trabalhadora do Brasil pode simplesmente retirar do seu horizonte a expectativa de usufruir do benefício. Para quem já estava próximo disso, a intenção é impor uma regra de transição que exige mais 50% do tempo de contribuição restante, estipulado pela fórmula 85/95. Para os demais, fica afixada a idade mínima de 65 anos - independente de ser homem, mulher, professor ou trabalhador rural - e elevado de 15 anos para 25 anos o tempo mínimo de contribuição.

Como desgraça pouca é bobagem, para se aposentar recebendo o valor integral, o trabalhador ainda deverá totalizar 49 anos de contribuição, em função do "aumento da sobrevida". Em claro e bom português, se quiser viver da própria contribuição, o brasileiro está condicionado a "trabalhar até morrer", independente do próprio contexto. Um paradoxo, para não dizer que se trata de um completo absurdo.

Se compararmos a Previdência Social brasileira a uma empresa, podemos ser considerados acionistas da maior companhia do mundo, em termos de arrecadação. Uma sociedade gigante, construída pelo suor de muitos e diluída em benefício de poucos, se considerarmos os pivôs da sua situação: gestão, corrupção e sonegação. É utilizada como o grande cofre da nação, misturada ao Caixa Único da União, sem rever contrapartidas e contribuições que seriam necessárias, como a dos próprios parlamentares, por exemplo.

Não há busca por equilíbrio que siga, repetidamente, aumentando o peso no mesmo lado da balança. Não serão os trabalhadores a pagar essa conta e, se não houver construção agora, deverão ser as ruas, mais uma vez, as encarregadas do comunicado.


segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Na Tribuna: Municipários não devem pagar a conta da Prefeitura

Com a presença dos servidores municipais no plenário, reforçamos na sessão legislativa desta segunda-feira que o governo que vai chegando ao fim tem muito o que aprender com os trabalhadores. Ao longo da crise, as pessoas precisaram se adaptar, rever hábitos, reduzir gastos. A prefeitura, pelo contrário, demonstrava viver um apogeu, com os melhores índices de desenvolvimento - todos manipulados e mentirosos. Se fossem reais, não parcelaria o reajuste da inflação sobre os salários, como vinha fazendo há dois anos, cumpriria com a sua parte no Previmpa e apresentaria medidas para reduzir custos e evitar o que se anuncia, que é o atraso do 13º.

Na campanha, apresentaram uma prefeitura maravilhosa, que só agora assume um déficit de R$ 600 milhões, que pode ser ainda maior. Deveriam ter sido responsáveis e feito os ajustes necessários, como fizeram os trabalhadores, em vez de seguir pela "Escola Sartori". A Prefeitura optou por manter CCs e secretarias e colocar a culpa na negativa da antecipação do IPTU, onde quis se utilizar de uma receita futura que não era nem sua e, agora, quer que os trabalhadores paguem a conta. Deve tratar de arrumar dinheiro, como fez através de inúmeros projetos de contratação de crédito submetidos à Câmara, e cumprir a sua obrigação com os trabalhadores.


sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Dica Cultural: Feira do Vinil de Porto Alegre

A Dica Cultural desta semana é a comemoração de 1 ano da Feira do Vinil de Porto Alegre, que realiza sua 6ª edição, no Largo Archymedes Fortini (Viaduto da João Pessoa, próximo à UFRGS), no próximo domingo, a partir do meio-dia. Também acontecerá no local a feira de variedades e arte Me Gusta, que conta com shows, DJs e arte de rua.

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

DJs

# Jefferson Gomes do Nascimento

# Fredi Chernobyl 

# Guto DJ 

# Alessandro Machidonschi 

# Jorge Cuts 

Curadoria Projeto 93

SHOW - 16:30
# Suco Elétrico lançando o vinil "Se o futuro permitir"



sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Contra a corrupção, "pero no mucho"

A votação do pacote de medidas contra a corrupção, proposto pelo Ministério Público Federal, acabou chegando a um entrave paradoxal na Câmara dos Deputados: a anistia do caixa 2 eleitoral. Na prática, seriam perdoadas as "corrupções passadas", acabando com a operação Lava-Jato e pintando, mais uma vez, um grande nariz de palhaço no rosto dos brasileiros.

A partir do pacote, fica tipificado o crime relativo à movimentação irregular de recursos de campanha e estabelecidas sanções mais duras. Mas o que se discute nos bastidores são alterações que tornem livres de imputações criminais, eleitorais ou cíveis aqueles que receberam doações declaradas ou não antes da publicação da lei. Os maiores beneficiados, é claro, seriam os acusados de receber dinheiro de empreiteiras e desvios, que afirmam ter usado os recursos nas campanhas e que responderiam apenas por corrupção e lavagem de dinheiro.

O próprio juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava-Jato, já alertou que a aprovação de uma anistia irá interferir nas investigações, nos processos já julgados e, ainda, trazer "consequências imprevisíveis" para o futuro do país, que teria mais uma vez a credibilidade jogada à lama. E, tudo isso, às vésperas da esperada delação negociada com dezenas de executivos da Odebrecht que, pela estimativa, deve comprometer centenas de políticos.

Será necessário que, mais uma vez, as ruas precisem eclodir e reescrever o recado dado quando a pauta era o impeachment? A mensagem sempre foi sobre corrupção, contra a imoralidade nas instituições e a irresponsabilidade com o patrimônio público. Neste aspecto, o que está em jogo no imaginário da sociedade brasileira, já calejada e exausta, é a manutenção do sistema representativo e da confiança nas instituições políticas - que, dependendo do resultado e dos efeitos que se tenha sobre a operação Lava-Jato, podem ser arremessados ao abismo. Não podemos permitir e não vamos nos calar!


Dica Cultural: Banda Municipal faz apresentação gratuita no sábado

Neste sábado será possível conferir mais uma apresentação gratuita da Banda Municipal de Porto Alegre. Os músicos integram a programação promovida pelo Arquivo Histórico Moysés Vellinho (Av. Bento Gonçalves, 1129), que abre as portas para uma visita guiada em suas dependências. 

Entre 10h e 13h, o público poderá percorrer a mostra Ritmos e Melodias: os Negros e a Música em Porto Alegre nos Séculos XIX e XX, e, às 11h, a banda, regida pelo maestro Davi Coelho, instalada no palco natural entre os dois prédios que formam a instituição, apresenta 100 Anos do Samba - Homenagem à Semana da Consciência Negra. 

O evento é gratuito!

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Na tribuna: Conselho Municipal do Trabalho e Emprego

Chegou recentemente à Câmara Municipal o projeto de Lei do Executivo que institui o Conselho Municipal do Trabalho e Emprego - um órgão que deveria ter sido criado juntamente com a Secretaria Municipal do Trabalho, seis anos atrás. Porto Alegre tem um histórico com a resolução do Trabalho Decente, da OIT, ainda pelas mãos do ex-prefeito José Fogaça, onde já ficava previsto o estabelecimento deste espaço de participação, junto às centrais sindicais.

O Sindec Porto Alegre RS, inclusive, foi a primeira entidade sindical a colocar o Trabalho Decente na como cláusula nas convenções coletivas. O DIEESE então criou o Observatório do Trabalho, que vem munindo a prefeitura e os sindicatos com dados relevantes sobre emprego e os diversos setores da economia.

Agora, a prefeitura resolve criar o Conselho, sem representantes de trabalhadores, apenas seis representações empresariais, sem suplentes. Dentro das resoluções deste conselho estão previstos vários estudos e normas técnicas que, com certeza, não serão realizados por nenhuma destas entidades que congregam com o governo, deixando os trabalhadores alheios das discussões que lhes interessam diretamente, como a geração de emprego e qualificação profissional.

Aqui na Câmara já tentamos reformular conselhos para garantir uma atuação mais equilibrada, como no caso do Conselho Municipal de Transportes Urbanos, que atua de forma vergonhosa. Essa reformulação deveria ser encaminhada pela prefeitura, em parceria com o novo governo, porque vários deles não estão representando os anseios da sociedade.


terça-feira, 22 de novembro de 2016

Dia do Músico

Hoje é dia de parabenizar a quem expressa arte, mensagem e emoção através da música! Além disso, uma profissão que ainda segue em busca da devida valorização e reconhecimento. Cultura e arte importam e merecem respeito!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Dica Cultural: Semana da Consciência Negra

A 26ª Semana da Consciência Negra de Porto Alegre (SECON), que está sendo realizada desde a última segunda-feira (14), vai até o domingo, dia 20. A programação coordenada pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos, através da Secretaria Adjunta do Povo Negro, conta com feira de afroempreendedorismo, rodas de conversa envolvendo educação, violência, saúde da população negra, oficinas, roda de capoeira, além de atrações culturais

No domingo, das 13h às 18h, a Câmara Municipal sedia o II Seminário Internacional Afro-Brasileiro, que conta com palestra do escritor e antropólogo Norton F. Corrêa e debates sobre a ancestralidade das religiões de matriz africana. A partir das 18h15min, o Legislativo promove solenidade de encerramento da Semana da Consciência Negra 2016, com a entrega de certificados a lideranças.

Sábado (19/11):

13h às 22h Exposição: Feira de Afroempreendedorismo
14h Exposição: Acervo fotográfico Sociedade Floresta Aurora
14h30 às 15h30 Apresentação cultural: Escola de Samba Areal do Futuro e Padedê do Samba
16h30 às 18h30 Apresentação cultural: Samba do Irajá
18h30 às 19h Apresentação cultural: Rodrio Rodrigues Voz e Violão
19h às 19h50 Apresentação cultural: Bloco da Trinca
20h às 20h50 Apresentação cultural: Roberto Costa
21h às 21h50 Apresentação cultural: Escola de Samba Imperatriz Dona Leopoldina "Imperatriz canta e contaa Negritude Tchê"

Domingo (20/11):

13h às 22h Exposição: Feira de Afroempreendedorismo
13h às 15h Oficina Brasil Estrangeiro: Palestra Negócios do Mundo Negro - Prof. Carlos Hoffmann
Oficinas de Dança: Prof. Mário Terra, Prof. Débora Lis - Dança do Ventre e Cigana, Prof. Kadi Afro beet.
16h às 18h Apresentação cultural: Samba de Rua - Tropa Produções
18h às 19h Apresentação cultural: Grupo Pyração
19h às 20h30 Apresentação cultural: Pagode do Dorinho 32 anos
21h às 22h Apresentação cultural: Brazil Estrangeiro 25 anos e convidados


Dia do Conselheiro Tutelar

Hoje é dia de parabenizar pessoas que assumem uma importante missão: zelar e garantir o cumprimento dos direitos da criança e do adolescente. Parabéns a todos os Conselheiros Tutelares que se dedicam de corpo e alma à função, que exige muita responsabilidade e comprometimento.


quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Na Tribuna: Com demandas atrasadas, Orçamento municipal preocupa

Hoje na tribuna da Câmara Municipal de Porto Alegre reforçamos aos vereadores, em especial aos membros da Cefor, nossa preocupação em relação ao Orçamento do Município para 2017, cujo projeto já se encontra no Legislativo para apreciação. Tenho participado das assembleias temáticas do Orçamento Participativo, que se encerram hoje, e temos visto que o que foi apregoado como prioridade nos anos anteriores não foi cumprido, como no caso da Cultura, ontem, em que não se executou nem 20% do demandado. O mesmo aconteceu em relação às demais temáticas, sem falar das assembleias regionais, que iniciam na próxima semana. Isso nos preocupa muito.

Relatei sobre reunião que tive com o Conselho Municipal do Idoso, cujo fundo foi todo destinado a cobrir rombos na prefeitura, assim como houve em outros fundos municipais. Teremos dias difíceis e isso já foi dito em circunstâncias anteriores com projeções da Secretaria Municipal da Fazenda, que dispôs que no mês de julho já haveria dificuldade de pagar os servidores, apesar da antecipação do IPTU e outras medidas.

Mas como ficarão as finanças da prefeitura a partir de 1º de janeiro? Como será feito para pagar os funcionários e cumprir o Orçamento? A própria Câmara Municipal teve de buscar judicialmente o repasse constitucional que lhe é devido pelo Município. Teremos que dedicar toda a atenção a esta matéria e o nosso futuro prefeito terá de debruçar-se junto aos seus técnicos, não apenas sobre os números lá na prefeitura, mas também sobre a Lei do Orçamento que se encontra no Legislativo para que tenhamos alternativas.


terça-feira, 15 de novembro de 2016

Proclamação da República

Hoje comemoramos o Dia da Proclamação da República do Brasil. A Proclamação da República do Brasil foi decretada em 15 de novembro de 1889, sendo este o momento em que o regime republicano foi instalado no país, derrubando a monarquia constitucional parlamentarista do Império e acabando com a soberania de Dom Pedro II, imperador do Brasil naquele tempo.

"Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós!
Das lutas na tempestade
Dá que ouçamos tua voz"!


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Na tribuna: Ajustar é preciso, mas sem passar por cima de direitos

No período de comunicações desta tarde discutimos na tribuna da Câmara os projetos de alinhamento das ditas máquinas públicas - um tema que domina as casas legislativas em todo o país. Ainda ontem o projeto chegou à Assembleia do Rio de Janeiro, onde a alternativa encontrada pelo governo foi fazer os trabalhadores pagarem 30% do seu próprio salário, aumentando a contribuição para a previdência, que por sua vez, cai no caixa único. Além de retirar uma série de benefícios conquistados pelos trabalhadores ao longo da história de luta dos servidores daquele Estado. 

Precisamos fazer um raio-x da realidade. No Rio de Janeiro, nem os repasses constitucionais têm sido feitos. Nosso Estado não está em situação muito diferente, então precisamos olhar com atenção para essas questões. Tenho convicção de que teremos de fazer as mudanças necessárias, mas não do jeito que está sendo proposto, sem que os governadores abordem o ajuste da máquina pública pelo caminho do corte de CCs, revisão de contratos e tributação, preferindo apenas tirar direitos dos trabalhadores e promover cortes em áreas essenciais. Aqui na Câmara Municipal temos projetos que podem comprometer o funcionamento do Município, então essas questões merecem atenção desde já, para que não passemos por situações semelhantes.


terça-feira, 8 de novembro de 2016

Dia do Radiologista

Nossa homenagem de hoje é a todos os profissionais capazes de ler e interpretar o corpo, para salvar vidas. Parabéns, radiologistas!


segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Dia do Radialista

Hoje comemoramos o Dia do Radialista! Parabéns a todos os profissionais que, informando e entretendo, fazem parte do nosso dia a dia!


sábado, 5 de novembro de 2016

Dia Nacional da Cultura e Dia do Designer Gráfico

O Dia Nacional da Cultura foi instituído pela Lei Federal nº 5.579, de 19 de maio de 1970, celebrando o nascimento de um dos mais importantes personagens da História do Brasil: Rui Barbosa, intelectual, jurista, político e jornalista, que nasceu em 5 de novembro de 1849.

A data, é claro, transcende o ícone, celebrando toda aquilo que move o desenvolvimento, o imaginário e manifestações do povo brasileiro. A cultura compreende as artes, muda percepções e transmite conhecimento. A todos que contribuem para uma cultura viva, inclusiva e transformadora, o nosso parabéns neste Dia Nacional da Cultura.


Hoje também é dia de parabenizar os profissionais que tem o talento e a técnica necessários para comunicar e transmitir ideias e conteúdo através da forma. Parabéns a todos os designers pelo dia!


sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Dica Culinária

Que tal uma alimentação saudável e rica em proteína? então anota aí a dica do OMELETE DE FORNO:

Ingredientes:

4 ovos
1 lata de atum (sardinha)
100 g de mussarela picada
1 lata de seleta de legumes ou legumes frescos picados
1/2 xícara (chá) de cebola picada
1/2 xícara (chá) de leite
1 colher de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
4 colheres (sopa) de salsa picada
sal ao gosto

Modo de Preparo:

Bata ligeiramente os ovos e junte os outros ingredientes;
Coloque em um refratário untado (25 cm de diâmetro) e leve ao forno médio (180° C), preaquecido, por cerca de 25 minutos;
Sirva quente ou fria como preferir.

Bom apetite!



Dica Cultural: 62ª Feira do Livro de Porto Alegre

A 62ª edição da Feira do Livro de Porto Alegre começou no último fim de semana e continua, até o dia 15 de novembro, com uma ampla programação cultural de entrada gratuita, além dos livros nacionais e estrangeiros comercializados a preços reduzidos. Um dos eventos culturais mais aguardados do ano na nossa Capital, a Feira do Livro deve aproximar o público dos escritores. Serão mais de 700 sessões de autógrafos, com mais de 2 mil autores. A programação completa pode ser conferida no site: 

http://www.feiradolivro-poa.com.br/programacao/


quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Na Tribuna: por um serviço que funcione para a população

Discutimos hoje, na tribuna, a situação da Carris e o que realmente interessa: a eficiência do serviço. Nosso prefeito eleito já sinalizou que, se continuar dando prejuízo, a prefeitura talvez não tenha alternativa que não a privatização. 

Sabemos que a Carris, hoje, opera um serviço diferenciado, através das linhas transversais, mas se for necessário, isso pode ser readequado. O que não pode continuar acontecendo é que recursos continuem sendo drenados da Saúde para o transporte, que também é importante, mas que tem sido mal gerido. 

A Carris compra centenas de equipamentos que não têm relação com sua atividade fim, compra carros em outras cidades, como se não houvesse revendas em Porto Alegre. Adesiva os ônibus a um custo, no mínimo, 10 vezes maior que o preço de mercado. A Carris, como qualquer outra empresa pública, tem que ser administrada com seriedade. 

A população quer que a empresa funcione para atender ao cidadão, as urnas deram esse recado, demonstrando a insatisfação com a política e até mesmo com a administração pública. Que o Legislativo preze, acima de quaisquer posições, pela qualidade do serviço, uso devido dos recursos públicos e bom atendimento à população.


Dia do voto feminino

Dia 3 de Novembro, Dia do Direito de Voto para as Mulheres. Elas são chefes de família, mães, estudantes, profissionais de diversas categorias, militantes e, acima de tudo, lutadoras. Guerreiras. Se desdobram entre filhos, emprego e a comunidade em que vivem.



segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Na tribuna - Um novo tempo para Porto Alegre

Na tribuna da Câmara Municipal de Porto Alegre, nesta segunda-feira, destacamos a vitória de uma nova proposta para a nossa cidade, que foi o que defendemos desde o início desta eleição. Novas ideias levadas às vilas, às periferias, na área da saúde, na área da segurança e que, neste segundo turno, foram incorporadas pelo vencedor, nosso futuro prefeito Nelson Marchezan Júnior. Esperamos que já no início do ano possamos vê-las tomando forma e, principalmente, que a população já possa ter acesso ao atendimento nos Postos de Saúde até as 22 horas, apesar de termos aprovado na Câmara o atendimento gradativo até 24 horas. Que as ferramentas de monitoramento sejam melhor utilizadas, proporcionando mais segurança para o cidadão.

Tivemos, novamente, um percentual muito grande de abstenção. Isso indica, antes de qualquer coisa, a insatisfação com a forma como os governos têm caminhado até aqui. A população deu esse recado, mas nunca é tarde para fazermos uma política diferente, que atenda o cidadão, que não leve tempo demasiado para responder às demandas de quem sofre com elas diariamente. Que o novo prefeito seja iluminado, com boas energias e muito axé, para conduzir o Município pelos próximos anos, fazendo com que a população comece a se sentir integrada, amparada e atendida.


sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Dia Cultural: Dia do Comerciário

A Dica Cultural desta semana é a comemoração do Dia do Comerciário do Sindec-POA, que reúne a categoria para uma grande confraternização no Centro de Eventos Casa do Gaúcho. A festa acontecerá bem no dia dedicado aos comerciários, 30 de outubro, a partir das 10h.

A animação da festa vai ficar por conta da banda Samba Free. Ainda será servido um delicioso almoço e para as crianças haverá muita diversão com guloseimas, brinquedos e brincadeiras.

Na ocasião também ocorrerá a cerimônia de posse da nova diretoria do Sindec.

Os ingressos já estão disponíveis na secretaria do sindicato (Rua General Vitorino, 113). Os sócios do Sindec têm direito a um acompanhante. Crianças até oito anos não pagam e acompanhante extra paga R$33,00. Todos os convidados (inclusive associados) deverão levar 1 Kg de alimento não perecível, como biscoitos, achocolatado, leite, macarrão, feijão, arroz, etc, que serão doados para instituições que atendem pessoas carentes.

Mais informações: 3254 5550.



Dia do Funcionário Público

Eles estão nos hospitais, nas escolas, nos parlamentos e nas mais diversas instituições que representam a ação do Estado no nosso dia a dia. Nossa homenagem a quem faz o serviço público funcionar! Parabéns, servidores!

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Na Tribuna: Orçamento 2017

Nesta tarde discutimos na tribuna o Orçamento Municipal para 2017. Recebemos da Prefeitura um documento que traz diversas demandas da cidade, do Orçamento Participativo, mas que segue acumulando muitas não executadas em outros anos, que se arrastam. 

Um Orçamento que teve um reajuste inferior à inflação do último ano e que, mesmo assim, projeta para 2017 um endividamento ainda maior para os próximos anos. Nossa cidade está um caos e a Câmara Municipal deverá debruçar-se para resolver o quebra-cabeça e não deixar áreas prioritárias sem recursos, principalmente a Saúde, que aprovamos a ampliação do atendimento nas Unidades Básicas, e a Segurança Pública.



26 de outubro: Dia do Trabalhador na Construção Civil

Trabalho duro é o seu alicerce; técnica e precisão são seus pilares de sustentação; capricho e esmero são o acabamento. Mais que dar vida a projetos de casas, edifícios, pontes, barragens, estradas, aeroportos e tantas outras estruturas, vocês tornam tangível o desenvolvimento. Parabéns aos profissionais da construção civil pelo seu dia!


terça-feira, 25 de outubro de 2016

25 de outubro: dia do Dentista e dia do Sapateiro!

Hoje é dia de homenagear a quem, além de deixar o nosso sorriso mais bonito, também cuida da nossa saúde. Parabéns aos dentistas pelo seu dia!


Também é dia de quem alia beleza e conforto a cada passo! Parabéns aos sapateiros e trabalhadores da indústria calçadista!


segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Domingo de apoio ao 45 no Brique da Redenção!

A uma semana das eleições que irão definir a administração de Porto Alegre pelos próximos quatro anos, o Solidariedade marcou presença nas ruas mais uma vez, levando todo apoio ao nosso candidato Nelson Marchezan.


Ao lado da militância e do candidato a vice, Gustavo Paim, colorimos de azul e laranja o Brique da Redenção, pedindo o apoio das pessoas em nome da mudança, de um novo tempo para Porto Alegre!


Temos convicção que a resposta da população no próximo domingo virá com a vitória do 45! Obrigado a todos que estiveram conosco, ao longo do final de semana, reforçando esse apoio e o desejo de ver a nossa Capital iniciar uma nova etapa, com dias melhores para todos, especialmente para os trabalhadores e suas famílias.


quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Câmara retoma votação de aplicativos na quinta-feira

Atenção, taxistas! Nesta quinta-feira a Câmara continua a votação do projeto de regulamentação dos aplicativos de transporte individual de passageiros. 

Haverá sessão pela manhã, com início marcado para as 9h30min, e também à tarde, no Plenário Otávio Rocha. O esquema de segurança será o mesmo do último dia 29, quando a matéria começou a ser votada, com a distribuição de senhas para ingresso nas galerias a partir das 8h30min.  


terça-feira, 18 de outubro de 2016

"Da paixão ao desencanto"

Aconteceu o que dizíamos desde o início, só que agora as pessoas já sentem os efeitos negativos da falta de regulamentação e a da prática do dumping, que começa a cobrar, literalmente, uma fatura mais cara. Para quem ainda não leu na Zero Hora de hoje, segue a coluna do Carpinejar na íntegra:

"O Uber e Porto Alegre formam um típico caso de paixão que não vem vingando depois que a relação ficou séria no Facebook.

Sabe aquele namorado que faz tudo durante os três primeiros meses para conquistar e logo retira os agrados assim que passa a morar junto?

Quem não conhece esta história? No princípio é o homem dos sonhos, para casar e gerar filhos. Compra flores, puxa a cadeira, esbanja educação e paciência, presenteia a sogra, arruma jantar com vinho e luz de velas, prepara surpresas e espalha declarações pelos cantos secretos. É começar a namorar e sentir que conquistou definitivamente a pessoa, a performance some e surge o ogro monossilábico, egoísta, desprovido de comoção e gentileza.

O Uber foi assim na capital gaúcha: prometeu mundos e fundos no começo apaixonado e perdeu o interesse quando a convivência normalizou. A sensação é de que desejava sexo e fingiu que amava. Cometeu uma descarada propaganda enganosa.

No início, há três meses, era somente Uberblack, carros de quatro portas e bancos de couro. Não era um motorista, mas um chofer, tamanho o cuidado com a aparência. Cavalheiro, comedido, trabalhava de terno e saía do seu lugar para receber o cliente.

Só vinha carrão como Toyota Corolla, Honda Civic, Azera e Sonata. Apesar do luxo e do conforto, os preços acabavam sendo mais baratos do que o táxi. Não havia como não se maravilhar e não disseminar o serviço adiante.

Hoje o que aparece no Uber (conhecido como UberX) é Ford Ka, Fiat Palio, Renault Clio e Gol, carro apertado que você vacilaria em entrar até para tomar carona. Os motoristas estão vestidos de qualquer jeito, alguns vêm de bermuda. Pararam de oferecer balas e água. Já vi veículo chegar todo adesivado com Herbalife. Alguns surgem com cinto frouxo e ar-condicionado pifado. A rapidez de atendimento, de no máximo cinco minutos, decaiu, motorista aceita nova corrida quando nem finalizou a anterior. De semelhança com o período de estreia, apenas a voz feminina do Waze.

E, para piorar, inventou-se a tarifa dinâmica, na qual a corrida, dependendo da procura, pode custar três vezes mais do que o valor normal.

É uma roleta-russa, não tem como prever quando vai pipocar em seu aplicativo. Desse jeito, uma viagem do bairro Petrópolis ao aeroporto, que custaria R$ 27 em um táxi, é de R$ 37 pelo Uber.

Acho que o Uber acredita que o porto-alegrense é um otário e que não notou o fim do romance. A tendência é voltar para o antigo relacionamento."


Dia do Médico e Dia do Pintor

Neste dia 18 de outubro comemora-se o Dia do Médico! Nossos parabéns, reconhecimento e homenagem a todos os profissionais comprometidos com a vida e a saúde das pessoas, que vivem a missão de salvar vidas e que trabalham para todos tenham acesso a um sistema digno.


O dia de hoje também não pode passar em branco para quem trabalha colorindo! Parabéns aos pintores pelo seu dia!


segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Na Tribuna: Mobilidade urbana começa pelas readequações

Muito se defende a mobilidade aqui na Câmara Municipal, mas na semana passada, quando colocamos em discussão um projeto relacionado a isso, não tivemos quórum para a votação. Trata-se do projeto que regula a realização de aulas práticas e exames de direção, restringindo a circulação dos veículos de autoescola apenas nas avenidas de grande fluxo durante os horários de pico, em que as pessoas vão e voltam do seu local de trabalho. Uma medida que não afeta a formação dos condutores, visto que apenas regula a circulação nessas vias em horários determinados, mas que contribui para aliviar um dos aspectos mais problemáticos da nossa Capital, a exemplo da readequação dos horários da coleta de lixo.


sábado, 15 de outubro de 2016

Dia do Professor

Hoje é dia de homenagear os heróis que, mesmo com todas as adversidades, seguem lutando pela educação e pela transformação do nosso país a partir da formação de cidadãos mais preparados e conscientes.

Parabéns, professor! Você faz toda a diferença.


sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Esquina Democrática, por uma nova atitude e um novo tempo!

Foi bonita a mobilização desta sexta-feira na Esquina Democrática, com o Marchezan! O Solidariedade também esteve por lá, manifestando a vontade de mudança do nosso povo, dos trabalhadores e suas famílias.


Estamos fazendo uma campanha ética, correta, comprometida com Porto Alegre. Isso foi reforçado por Marchezan nesse encontro de mobilização, deixando bem claro que não vamos baixar o nível, como tem feito os nossos adversários. 


Nossa campanha seguirá sendo feita com responsabilidade, transparência e propostas, como deve ser a gestão da nossa cidade!