quarta-feira, 30 de março de 2016

Dia Mundial da Juventude

Hoje é dia de pensar o futuro e buscar alternativas para o presente. De se discutir oportunidades, acesso e qualificação, sem deixar de lado os sonhos e a vitalidade que move cada um deles e todos ao seu redor. Que a juventude não esmoreça e assuma cada vez mais protagonismo na construção da sociedade pela qual lutamos e que nós, por nossa vez, nunca percamos essa mesma chama, que move os jovens nessa busca.

domingo, 27 de março de 2016

Feliz Páscoa!

Feliz Páscoa, amigos(as)!!!
Que esse dia de celebração da fé e do amor possa marcar, em cada um de nós, a renovação dos bons sentimentos, do espírito de coletividade e união.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Transparência: Se a população paga, exige recibo!

Hoje na tribuna comentamos o veto da prefeitura a mais um projeto de transparência aprovado na Câmara Municipal, que solicitava a exibição do custo anexo às peças e anúncios publicitários de órgãos e entidades dos Poderes Legislativo e Executivo Municipais. 

A Prefeitura deu a resposta clássica, de que não cabe à Câmara a proposição,assim como fez com o meu projeto da Agência Reguladora, que viria para controlar e fiscalizar os serviços prestados ou terceirizados pelo Município. 

Outra alegação descabida é a de que exibir a informação do valor pago pela propaganda "aumentaria os custos". Como assim, se o que determina o custo é o tamanho, nos impressos, ou a duração, na TV? 

Já estamos cansados de desculpas e falta de transparência com o dinheiro do povo. A população merece saber a conta que está pagando.

terça-feira, 22 de março de 2016

Dia Mundial da Água

Hoje é o Dia Mundial da Água, fonte de vida e bem maior que a natureza nos dá. A data foi criada pela ONU, em 1992, para chamar a atenção para a preservação, já que apenas 0,008% do total da água do nosso planeta é própria para o consumo humano e, em vários lugares do mundo, a falta dela é uma realidade desoladora. Temos que ter consciência da nossa parte, fazendo uso racional da água que temos à disposição, e cobrando punição severa para quem atenta contra ela, como foi o caso da irresponsabilidade que vimos no episódio da mineradora Samarco, que cometeu a barbárie de levar um rio inteiro à morte. Não esqueceremos jamais!

segunda-feira, 21 de março de 2016

Na tribuna: Sem investimentos em fiscalização, caixa preta da Prefeitura permanece fechada

Com as galerias lotadas, servidores pedem a derrubada de mais um veto da Prefeitura. O que não entendemos é que, construímos projetos junto com a base do governo e, mesmo assim, a resposta é o veto.  Com o nosso projeto da Agência Reguladora dos serviços prestados pelo Município também foi assim. O governo alegou que não cabe a nós apresentá-lo, mesmo depois de ter construído em parceria a proposta. Então o que cabe a nós fazermos? Aquilo que a imprensa critica? Colocar nome de rua?

Cabe a nós saber onde é empregado o dinheiro da população e o que não cabe, é vermos o Poder Executivo, em todas as instâncias, municipal, estadual e federal, usá-lo como se fosse seu, como se de nada tivessem que prestar contas, como se fosse um dinheiro da família para abrir um grande negócio de risco. Só que o negócio que eles administram é NOSSO. Nós somos o patrão que trabalha até o meio do ano para pagar os impostos desse negócio, então cabe ao Executivo prestar contas e, para isso, precisamos que o nosso representante nesta parte, que é o servidor público, seja bem remunerado.

Precisamos que haja uma fiscalização capacitada e comprometida com quem é o seu patrão, que é o agente pagador. Por que vetar um projeto desses? Pra quê vetar uma agência reguladora? Para lá na frente acontecer o que vemos na lava-jato?

Talvez, se tivéssemos mais agentes de fiscalização, não estaríamos acompanhando esse escândalo, porque o servidor tem o compromisso com o órgão para o qual trabalha. Aqui mesmo, em Porto Alegre, vimos o descontrole no uso do dinheiro público na Procempa. Gastos que não condizem, altos contratos para compras supérfluas. Agora querem congelar os concursos e as convocações, como se o problema fosse o funcionalismo, assim como o governo do Estado. Mas como fica os nossos Postos de Saúde? A Guarda Municipal, creches, estrutura de arrecadação?


Por que o Município não cobra os seus impostos devidos, de ISSQN e IPTU? Por que não vai atrás dos credores, e tira dos servidores? Parece que é mais fácil beneficiar quem ganha muito e tirar de quem precisa. Precisamos evitar que o Município termine como o Estado, com prejuízos em todos os setores e sem ter para onde correr, ou como o Governo Federal, que de tanto fugir da transparência, ruiu diante de tudo que estamos vendo hoje.


1° Fórum Educação para a Paz

No último sábado, dia 19, participamos do 1° Fórum "Educação para a Paz - O impacto social da contemporaneidade nas relações sociais", realizado pelo Rotary Distrito 4670. Promovendo o debate da cultura da paz, moral, ética, profissionalização e motivação, a atividade contou com quatro palestras muito interessantes a respeito destes temas, tão relevantes para o nosso desenvolvimento social e pessoal.



A atividade aconteceu no plenário Otávio Rocha, da Câmara Municipal de Porto Alegre, trazendo a todos que participaram uma ótima oportunidade para reciclar ideias e revisar comportamentos e repensar nosso papel em sociedade. Foi um prazer ter sido parceiro dessa iniciativa! Obrigado e parabéns aos rotarianos pelo trabalho.

Dia Internacional da Síndrome de Down

Hoje é dia de reforçar a luta pela igualdade e de aprender com as diferenças. A denominada Síndrome de Down não é uma doença, e sim uma condição genética causada pelo cromossoma extra que aparece no par 21. Pessoas com a síndrome enfrentam, acima de tudo, o preconceito de uma sociedade que ainda discrimina e essa é a maior batalha a ser vencida.

sábado, 19 de março de 2016

Seja bem-vindo, outono!

A partir da 1h30min deste domingo, 20 de março, ingressamos oficialmente no outono. Considerada por muitos como a estação mais bucólica do ano, que prenuncia os dias mais frios, curtos e das folhas secas pelo chão, também pode ser vista como um período de renovação. Que o outono seja de aproveitar o clima de amenidade e de deixar "secar" tudo aquilo que não nos faz bem, para energias renovadas!


19 de março

Neste 19 de março, celebramos o dia do artesão e do marceneiro, profissões ligadas ao padroeiro São José, que tem seu dia celebrado nesta data. Parabéns a todos os profissionais que transformam matéria prima em arte e utilidade!

quinta-feira, 17 de março de 2016

Porto Alegre quer saber: como estão as finanças do Município? Há risco para os salários dos servidores?

Recebemos nesta quinta-feira o comparecimento do Secretário Municipal da Fazenda, Jorge Luis Tonetto, que presta esclarecimentos sobre a real situação financeira do Município. O pedido foi protocolado pelo meu gabinete no mês passado, após repercutir na mídia a possibilidade de atraso no pagamento e até parcelamento dos salários aos servidores municipais.

1) Questionamos em primeiro lugar o Orçamento, já que todas as políticas públicas do município foram construídas, inclusive as emendas dos parlamentares, tendo em vista um montante de R$ 6,6 bilhões. Agora, projetam em menos de R$ 5 bilhões. Pelos números apresentados e pela composição da economia neste início de ano, é necessário esclarecer se a expectativa é de permanecer esse valor ou diminuir.

2) Também questionamos os índices de correção dos contratos da prefeitura com as empresas, em especial as terceirizadas, como transporte e coleta de resíduos, por exemplo.

3) O secretário também falou em relação a aprimorar a qualidade de gastos, mas o que seria isso? Cortar o orçamento de algumas áreas da prefeitura, na questão social, da saúde, deixando de ampliar serviços?

4) Vemos em Porto Alegre a enorme dificuldade que estão tendo as UPAs, o pessoal da SAMU e demais servidores, em ampliar horas extras e receber seu adicional de insalubridade, fora o déficit de profissionais para atender as unidades. Não ampliar serviços é uma questão que nos assusta.

5) Gostaríamos também de saber em relação às possibilidades de crédito e sobre a ameaça de enxugamento do serviço com a aplicação do turno único, ou mesmo parcelamento de salários, como vimos entre as alternativas fatídicas do governo do Estado.

6) Existe realmente uma nuvem negra no horizonte de Porto Alegre ou podemos rever estes contratos terceirizados e honrar o pagamento dos servidores e os benefícios sociais a que eles têm direito?

Em sua resposta, o secretário admite que, a partir de julho ou agosto, a Prefeitura poderá parcelar o salário do funcionalismo público municipal, confirmando o impacto dos efeitos sentidos pela queda acentuada do PIB e disparada da inflação. Segundo ele, as contas públicas estão vivendo "o pior dos mundos": queda na arrecadação por causa do encolhimento da atividade econômica e aumento da despesa resultante da inflação. 

Tonetto confirmou a previsão do orçamento em R$ 6 bilhões e justificou com a ausência de dispositivos na Lei Orçamentária para a execução de determinados valores. Relatou que, no ano passado, já em época de crise, saldo da arrecadação foi satisfatório, com R$ 270 milhões e que expectativa para 2016 é de R$ 300 milhões. Também comentou a liberação de milhões em precatórios, que impactaram no município e da segmentação dos recursos, já pré-destinados para pagamentos.

Na saúde, ele confirma que há recursos potenciais para que sejam executados projetos de suplementação, indo ao encontro desta referida política de aprimorar a qualidade dos gastos. Segundo ele, projetos de suplementação podem ser apresentados e deverão ser autorizados.


Para não ouvir a verdade, o PT FOGE!

Assim como deve ser em todo o país, aqui na Câmara de Porto Alegre a vergonha foi tanta, que os apoiadores da presidente Dilma chegam a se retirar do plenário para não encarar a reação do povo brasileiro. Enfrentamos a rainha de gelo, representada pela presidente Dilma, Lula e seu governo, que se julgam inatingíveis em suas manobras.

Zombam, como Dilma fez ao editar as MPs 664 e 665, como o presidente Lula fez ao dar desculpa esfarrapada na Lava-Jato. Agora questionam o grampo no ex-presidente e a divulgação da verdade, como se ele não fosse um bandidinho como qualquer outro. Pois ele é. E achou que ia sair imune, pensando estar acima do bem e do mal.

O que Lula fez ontem, foi correr para baixo da barra da saia da mãe, munido do tal "documento, que se der qualquer problema ele usa". Hoje, na absurda posse do ministério, meu partido (Solidariedade) foi motivo de orgulho, com o nosso deputado bradando a vergonha do povo brasileiro ao ver a manobra para fugir da cana.

Isso sim foi um golpe, porque tirar um governo corrupto do comando do nosso país é impeachment. Lula vai ter que dar satisfação para o povo, para quem trabalha até o dia 1º de julho para pagar imposto. Esse é o patrão dele e o patrão quer saber o que está acontecendo no país.

Fevereiro fechou com a pior crise no emprego de carteira assinada nos últimos 24 anos. O desemprego voltou a assolar os brasileiros junto com a crise, enquanto o governo nada faz. Então não tem nada de golpe. É impeachment, como houve com Collor, como eles queriam para o Fernando Henrique e que, agora, nós exigimos. Dilma se elegeu prometendo dialogar com as centrais sindicais e o que fez foi cassar os direitos dos trabalhadores para pagar a conta da corrupção do seu governo. Isso é que é ilegal e não iremos tolerar.


quarta-feira, 16 de março de 2016

Lula na Casa Civil

Assistimos atônitos à confirmação de que Lula deve assumir o Ministério da Casa Civil porque parece se tratar, mais do que qualquer coisa, de uma confissão de culpa. Em 1988, Lula disse que somente os pobres são presos e que os ricos se tornam ministros. Pois bem, enriqueceu e coleciona bens que jura não serem seus. Perdeu a noção da realidade do povo brasileiro, traindo àqueles a quem representava e buscando asilo no governo da sua sucessora.

É defendido por aqueles que outrora defenderam com a mesma garra o José Dirceu, cabeça dos maiores rolos dos petistas. Mas nós não temos afinidade pra ficar defendendo bandido e não queremos ver bandido se acobertando em cima de foro privilegiado. Quem não deve não teme.

Particularmente, jamais pensei que um peão poderia fazer um papelão desses. Esse peão, que declarou a vida inteira que usava os motores para defender o povo brasileiro, para defender os trabalhadores, agora usa o governo para salvar a própria pele. Um trabalhador não faz isso.O trabalhador se expõe diariamente à violência, sai cedo para trabalhar, cumpre o seu papel, mas não se esconde embaixo da barra da saia da mãe, como faz agora o ex-presidente. Lamentavelmente, o desfecho da situação política traz essa grande decepção para o povo brasileiro.

terça-feira, 15 de março de 2016

Dia do Consumidor

No dia 15 de março celebramos o Dia do Consumidor! Apesar do momento econômico inibi-lo, o consumo é vital para todas as atividades que oferecem produtos e serviços, em especial no comércio, que sustenta a economia da nossa cidade e milhares de empregos. Consumir, além de satisfazer as nossas necessidades, é fortalecer a economia e garantir a geração de emprego e renda.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Dia Nacional dos Animais

"Podemos julgar o coração de um homem pela forma como ele trata os animais" - Immanuel Kant. Frase muito verdadeira! Feliz de quem os trata com respeito e é capaz de perceber a devolução em gratidão e companheirismo. Em um mundo dominado pelo bicho-homem, temos a obrigação de defendê-los, preservá-los e lutar pelo seu bem-estar.

Na tribuna: A cada 10 porto-alegrenses, 9 querem a mudança!

Hoje na tribuna repercutimos o que o Brasil, e também Porto Alegre, viveu ontem, na última manifestação que levou milhares de pessoas às ruas, contra o governo. Este ato foi diferente dos demais, porque envolveu maciçamente o povo brasileiro. Ontem, vimos nas ruas pessoas que se desiludiram com o governo. Pessoas que perderam o emprego e o direito ao seguro-desemprego, pessoas que estavam ameaçadas de perderem sua aposentadoria, pessoas que viram seu salário encolher diante dos juros altos e da inflação.

Ontem tinha coxinha, mas tinha também empadinha, rapadura e pé-de-moleque. Não era elite, as pessoas não estavam lá para proteger seus bandidos de estimação. Elas estavam lá para dar um basta a tudo isso que está se vendo nesse país e pedir um Brasil fortalecido, pujante.

Os números da Brigada dizem: de um lado tinha 100 mil pessoas, do outro tinha 10 mil. A cada 10 pessoas de Porto Alegre, 9 querem a mudança. O direito a ter seguro-desemprego, seguro-defeso, benefícios que o próprio presidente Lula ajudou a avançar, mas que foram vendidos em nome de uma política que sacrifica o povo para lucro do sistema financeiro.


Milhões de pessoas vão às ruas contra a corrupção e pelo fim do governo Dilma

O protesto do dia 13 de março ficou marcado como um dos maiores atos políticos da história do Brasil. Em todo o país, mais de 3,4 milhões de pessoas foram às ruas, de acordo com estimativas das polícias militares dos 26 Estados e Distrito Federal.

Entre os gaúchos, o volume da manifestação também foi impressionante. Segundo a Brigada Militar, mais de 100 mil pessoas compareceram à concentração no Parque Moinhos de Vento (Parcão), em Porto Alegre.



Colorindo as ruas de verde e amarelo, os manifestantes entoavam palavras de ordem contra a corrupção, o PT e o ex-presidente Lula e, também, pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O trabalho da Polícia Federal e a figura do juiz Sérgio Moro, à frente da Operação Lava-Jato, foram aclamados e aplaudidos várias vezes ao longo do ato, que teve início às 15h do domingo.


Participamos do ato ao lado dos militantes com o Bloco Fora Dilma e assistimos ao crescimento exponencial das manifestações em todo o país. Muito disso se deve ao aprofundamento dos reflexos da crise econômica, com a alta dos juros, inflação e desemprego e, também com a continuidade das medidas impopulares capitaneadas pelo governo.



É notório que as manifestações estão cada vez menos elitizadas, porque a insatisfação com o governo está sendo sentida também pelos mais pobres, pelas pessoas que perderam seus empregos, que perderam o acesso ao seguro-desemprego, que ficaram engessadas com o poder de compra liquidado pela inflação. É também o protesto de quem aguenta mais, em meio a tudo isso, assistir os escândalos de corrupção e a falência do Brasil, a população não tolera mais e mostrou indo para as ruas.



quarta-feira, 9 de março de 2016

Nada a dizer às mulheres

No Dia Internacional da Mulher, não tivemos pronunciamento da mulher que dirige a nação. Dilma não tinha nada a dizer às brasileiras. 

Como poderia? Além de atuar contra os trabalhadores, ela encaminha o fim de uma conquista histórica das mulheres, insistindo em elevar e igualar a idade mínima para aposentadoria a dos homens. Ignora o papel da mulher na família brasileira e a dupla ou tripla jornada das trabalhadoras, que conciliam a atividade laboral com atividades domésticas, com a maternidade. Passa por cima do que era uma importante conquista das mulheres que trabalharam na construção deste país. 

Para as mulheres, Dilma permaneceu calada. E na calada da noite, só manifestou um ato de desespero: a oferta de um ministério para o ex-presidente Lula, para tirá-lo do alcance do juiz Sérgio Moro, garantindo foro privilegiado.

ATP afronta trabalhadores e coloca em risco serviço de transporte

Manifestamos repúdio à ameaça da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), que atenta contra o Sindicato dos Rodoviários de POA. Agora, eles ameaçam a suspensão do reajuste conquistado pelos trabalhadores, como se um acordo entre as duas partes, assinado e homologado, pudesse ser rasgado desta forma, já que foi suspenso o reajuste abusivo das passagens. A ATP afronta os trabalhadores e ameaça o funcionamento do serviço de transporte da população de Porto Alegre.

Dia do DJ

Hoje é o Dia Internacional do DJ! O DJ (também conhecido por Dee Jay ou Disc Jockey), busca entreter o público através da música, de acordo temas ou a preferência que orienta o evento. 

Eles se popularizaram pelo mundo a partir da década de 1970, com o crescente aumento de discotecas. Inicialmente, as mixagens eram feitas com discos de vinil, no entanto, com a evolução da tecnologia audiofônica, os DJ’s passaram a trabalhar com CD’s ou mesmo arquivos digitais, como o MP3.

O World DJ Day (Dia Mundial do DJ) é celebrado desde 2002, e foi criado por iniciativa de duas instituições de caridade: World DJ Fund e a Nordoff Robbins Music, que utilizam a música para ajudar a tratar as pessoas enfermas. Além de homenagear os profissionais da música eletrônica, a data também é dedicada à arrecadação de recursos para ajudar instituições que auxiliam adultos e crianças doentes, em nome de toda a indústria internacional de discotecas.


terça-feira, 8 de março de 2016

25 anos da Força Sindical

Hoje a Força Sindical também celebra seu aniversário de fundação, que, neste ano, é ainda mais especial: são 25 anos de luta em defesa dos trabalhadores e suas famílias! Tivemos vitórias, também amargamos muitas decisões contrárias aos trabalhadores, mas podemos nos orgulhar de sempre estarmos nas ruas, assembleias e parlamentos, defendendo uma posição bem definida, ao lado do trabalhador.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Delcídio confirma: eles sabiam de TUDO

A notícia que repercute hoje em todo o país é o acordo de delação premiada firmado entre a Procuradoria Geral da República e o senador Delcídio do Amaral. Ele acabou abrindo o jogo e contando que a presidente Dilma interferiu nas investigações da Lava-Jato, chegando a nomear o desembargador Marcelo Navarro para "cuidar dos habeas corpus e recursos da Lava Jato no STJ".

Só que o habeas corpus foi negado. Delcídio, que era o homem forte dos governos Lula e Dilma, contou ainda que a presidente sabia sim dos acertos de Pasadena e que o ex-presidente Lula comprou o silêncio de Marcos Valério e ordenou os pagamentos à família de Cerveró.

O que mais será que foi dito nessa delação premiada? O que mais virá à tona sobre as emendas parlamentares que os deputados receberam, no final do ano, de mais de R$ 900 mil, enquanto os direitos dos trabalhadores foram cortados? O que virá à tona sobre um Congresso que todo esse tempo esteve do lado do governo, sendo aliado e cúmplice?

Delcídio do Amaral, o senador líder do governo, que saiu algemado, fez a delação premiada que vários empreiteiros, empresários e doleiros já fizeram, inclusive Cerveró, que teve a vida ameaçada e ainda assim o fez.

Então reiteramos: o que o que o povo pede, o que o nosso partido está pedindo, não é golpe. É impeachment.


quarta-feira, 2 de março de 2016

Desserviço à Saúde

É notícia hoje uma resolução lamentável do Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (Coren-RS), que resolveu punir usuários dos 141 Postos de Saúde de Porto Alegre, dizendo que o povo não pode mais retirar os seus medicamentos com os enfermeiros. Mesmo com a medicação já prescrita pelo médico, o Coren alega que a entrega dos remédios incorre em "desvio de função".

Mas só agora o Coren vê desvio na atividade dos enfermeiros? Ele não conhece a realidade diária do atendimento nas UBS e emergências? Não sabe do desvio que ocorre nas UPAs e hospitais, quando são os enfermeiros e técnicos que fazem a triagem, avaliando se a pessoa está tendo um infarto ou não, uma crise ou não? Aí o Coren não vê nada, nem o que passam os seus trabalhadores em atendimento no postão da Cruzeiro, da Bom Jesus, da Lomba do Pinheiro, onde os profissionais, além de sobrecarregados, trabalham com a pressão diária da violência.

Essa medida prejudica seriamente a população de Porto Alegre, tirando o remédio do alcance dos doentes ao mandar que as pessoas procurem as farmácias distritais - pelas quais o órgão nunca lutou, para que fossem ampliadas e melhor qualificadas.


terça-feira, 1 de março de 2016

Salário abaixo do mínimo

A discussão do reajuste do salário mínimo regional encerrou-se com mais uma derrota para os trabalhadores. Escancarando que, assim como o governo federal, o governo do estado prefere sangrar o próprio povo ao aumentar a carga tributária em vez de apostar na geração de renda, assistimos nesta terça-feira a maioria dos deputados aprovar a proposta encaminhada pelo governador, que reajusta o piso abaixo da inflação, pela primeira vez na história.

Além de ser um forte golpe em quem já estava dolorido com o aumento do ICMS, com os reflexos do parcelamento dos salários dos servidores e com os cortes nos repasses para os municípios, a aprovação do piso, sem ao menos a reposição da inflação, é um ato de permissividade em relação a dignidade de milhares de trabalhadores situados na base da chamada hierarquia salarial do nosso estado. Em um cenário de inflação que corrói o poder de compra, famílias gaúchas que já sofrem com as deficiências de um estado incapaz de prover saúde, educação e segurança, agora veem ameaçado o atendimento das suas necessidades mais básicas - com a caneta do governador e a condescendência de seus representantes no Legislativo.

A proposta, além de ser inferior a qualquer acordo aceitável, é também generalista, sem as devidas considerações a respeito das faixas salariais. Muitas delas estão defasadas e outras tantas continuaram não estabelecidas, deixando uma série de categorias sem serem contempladas.

Apesar do resultado desalentador, a mobilização dos trabalhadores deve ser mantida e intensificada. Se o alívio tão esperado não virá com o reajuste do salário, é preciso vislumbrar alternativas e continuar perseguindo um cenário de aquecimento econômico, trégua nos juros e redução da inflação.


Contra os juros

Nesta manhã teve manifestação contra os altos juros, que encolhem cada vez mais o dinheiro dos trabalhadores, que patrocinam o desemprego e a crise da economia brasileira. 

Aqui em Porto Alegre, a Força Sindical participou junto a outras centrais e organizações estudantis, mobilizados na Av. Alberto Bins, em frente ao Banco Central. Também acontece protesto em São Paulo neste dia, em que ocorre a reunião do Copom que irá decidir a taxa básica de juros, que será divulgada amanhã. 

Trabalhadores nas ruas, por respeito ao povo brasileiro, por uma política mais justa com quem trabalha e produz, por um Brasil mais forte e de volta ao caminho do desenvolvimento!