quarta-feira, 2 de março de 2016

Desserviço à Saúde

É notícia hoje uma resolução lamentável do Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (Coren-RS), que resolveu punir usuários dos 141 Postos de Saúde de Porto Alegre, dizendo que o povo não pode mais retirar os seus medicamentos com os enfermeiros. Mesmo com a medicação já prescrita pelo médico, o Coren alega que a entrega dos remédios incorre em "desvio de função".

Mas só agora o Coren vê desvio na atividade dos enfermeiros? Ele não conhece a realidade diária do atendimento nas UBS e emergências? Não sabe do desvio que ocorre nas UPAs e hospitais, quando são os enfermeiros e técnicos que fazem a triagem, avaliando se a pessoa está tendo um infarto ou não, uma crise ou não? Aí o Coren não vê nada, nem o que passam os seus trabalhadores em atendimento no postão da Cruzeiro, da Bom Jesus, da Lomba do Pinheiro, onde os profissionais, além de sobrecarregados, trabalham com a pressão diária da violência.

Essa medida prejudica seriamente a população de Porto Alegre, tirando o remédio do alcance dos doentes ao mandar que as pessoas procurem as farmácias distritais - pelas quais o órgão nunca lutou, para que fossem ampliadas e melhor qualificadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário