quinta-feira, 17 de março de 2016

Para não ouvir a verdade, o PT FOGE!

Assim como deve ser em todo o país, aqui na Câmara de Porto Alegre a vergonha foi tanta, que os apoiadores da presidente Dilma chegam a se retirar do plenário para não encarar a reação do povo brasileiro. Enfrentamos a rainha de gelo, representada pela presidente Dilma, Lula e seu governo, que se julgam inatingíveis em suas manobras.

Zombam, como Dilma fez ao editar as MPs 664 e 665, como o presidente Lula fez ao dar desculpa esfarrapada na Lava-Jato. Agora questionam o grampo no ex-presidente e a divulgação da verdade, como se ele não fosse um bandidinho como qualquer outro. Pois ele é. E achou que ia sair imune, pensando estar acima do bem e do mal.

O que Lula fez ontem, foi correr para baixo da barra da saia da mãe, munido do tal "documento, que se der qualquer problema ele usa". Hoje, na absurda posse do ministério, meu partido (Solidariedade) foi motivo de orgulho, com o nosso deputado bradando a vergonha do povo brasileiro ao ver a manobra para fugir da cana.

Isso sim foi um golpe, porque tirar um governo corrupto do comando do nosso país é impeachment. Lula vai ter que dar satisfação para o povo, para quem trabalha até o dia 1º de julho para pagar imposto. Esse é o patrão dele e o patrão quer saber o que está acontecendo no país.

Fevereiro fechou com a pior crise no emprego de carteira assinada nos últimos 24 anos. O desemprego voltou a assolar os brasileiros junto com a crise, enquanto o governo nada faz. Então não tem nada de golpe. É impeachment, como houve com Collor, como eles queriam para o Fernando Henrique e que, agora, nós exigimos. Dilma se elegeu prometendo dialogar com as centrais sindicais e o que fez foi cassar os direitos dos trabalhadores para pagar a conta da corrupção do seu governo. Isso é que é ilegal e não iremos tolerar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário