segunda-feira, 11 de abril de 2016

Na tribuna: em meio a golpe para barrar impeachment, é preciso honrar bandeira!

Depois de atacar direitos e benefícios sociais com as famigeradas Medidas Provisórias, de patrocinar a crise e o desemprego com uma política de ajuste fiscal que pune quem trabalha e produz, de destruir o patrimônio e a imagem do nosso país, ao mesmo tempo em que promoveu cortes nos setores mais fundamentais, deixando a população à margem dos serviços básicos, o governo faz agora um leilão no Congresso Nacional, para decidir os rumos do país. Assim como já faz com as emendas parlamentares, o governo tenta comprar o resultado da votação que deve instalar o processo de impeachment.

Meu partido entrou na Justiça, pedindo explicações, mas é escancarado. Uma vergonha para a República, com presidentes de partidos só esperando para saber qual será a fatia na hora da votação. Por isso, muitos ainda ficam em cima do muro. É isso que acontece em um país que não dinheiro. Não tem dinheiro para investir na educação, na saúde, na geração de emprego, mas tem para salvar a própria pele com negociatas de embrulhar o estômago.

Às lideranças, pedimos que honrem suas bandeiras! Ao povo que nos acompanha, liguem para os seus deputados federais e senadores, mandem e-mails, pressionem! Não podemos mais aceitar essa roubalheira, que agora compra votos para decidir o futuro do país, dando golpe. O impeachment, ao contrário, é constitucional, da mesma forma como foi outrora, quando as lideranças do próprio PT também o defendiam em outros governos. É uma medida prevista em lei e necessária, afinal, chegamos ao limite do aceitável. Ou alguém tem dúvida?

Nenhum comentário:

Postar um comentário