quarta-feira, 25 de maio de 2016

Para reprimir manifestações, Brigada surpreende e coloca efetivo nas ruas

Manifestamos o nosso voto favorável à "Moção em Apoio aos jovens e estudantes para que possam se manifestar de forma livre, democrática, como garante a Constituição Brasileira, sem violência policial". O documento foi apresentado em face do que aconteceu nos dias 12 e 13 de maio, quando todos assistimos à reação violenta do Estado que agrediu jovens que se manifestavam na Cidade Baixa contra as mudanças no governo federal. Foi notório que ocorreu uma ação completamente desproporcional e truculenta, revelando a existência de um efetivo numeroso e muito bem munido quando se trata de reprimir o direito à livre manifestação do cidadão.

Quando intercedemos diversas vezes por segurança para os trabalhadores do Pronto-Atendimento da Cruzeiro (PACS) ou quando alertamos para o descontrole no centro de Porto Alegre que levou diversas lojas a fecharem suas portas mais cedo, a resposta era que a Secretaria de Segurança Pública nada podia fazer. De onde saíram a cavalaria, a tropa de choque, as bombas de gás lacrimogênio e as balas de borracha que usaram para machucar jovens, mulheres e, pela idade, por que não dizer crianças? Além do apoio aos manifestantes pela garantia dos seus direitos, registramos nosso repúdio a essa ação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário