segunda-feira, 9 de maio de 2016

Taxistas em luta para qualificar e garantir serviço


Estes são trabalhadores taxistas de Porto Alegre, com quem estivemos reunidos na manhã desta segunda-feira, na Câmara Municipal, para discutir as perspectivas em relação à regulamentação dos serviços prestados por veículos particulares cadastrados por aplicativos e as alternativas para garantir a manutenção dos táxis. 

Eles estão preocupados em garantir a qualificação dos táxis de Porto Alegre e são unânimes em questionar a eficiência de fiscalização da EPTC, que é a principal responsável pela crise de credibilidade do serviço quando não cumpre o seu papel, limitando-se a taxar os trabalhadores com exigências meramente burocráticas e que, hoje, coloca em risco o emprego de mais de 10 mil pessoas. 

Não é verdade e não é justo com trabalhadores como estes as generalizações que tem sido feitas em relação aos táxis de Porto Alegre, como argumento de defesa dos serviços concorrentes. A Câmara Municipal deve receber até sexta-feira a proposta de regulamentação elaborada pela Prefeitura e vamos seguir discutindo a questão, de forma participativa, para que possamos conquistar avanços e garantir que, a partir desta proposta, o táxi também possa derrubar as barreiras que impedem a efetiva prestação de um serviço qualificado, que é direito da população e dos trabalhadores que dele dependem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário