terça-feira, 6 de março de 2018

Segunda passagem é destaque no Correio do Povo

A segunda passagem já foi retirada uma vez, quando lutamos para recuperar o direito da gratuidade na Justiça. Agora ela foi parar no centro da discussão do reajuste da tarifa, como determinante entre o "ruim" (R$ 4,50) e o "menos pior" (R$ 4,30).
É preciso atacar outros fatores por trás desse cálculo e lembrar que a solução do transporte passa por atrair pagantes. O serviço precisa ter qualidade para que o ônibus se torne uma opção para mais pessoas em vez de retirar direitos de quem o utiliza por necessidade!


Nenhum comentário:

Postar um comentário